Cafu e Serginho deixam a equipe do Milan

Jogadores brasileiros participam de programa especial no Milan Channel para dar adeus aos torcedores

Ansa

16 de maio de 2008 | 13h36

Cafu e Serginho, os brasileiros mais "antigos" do Milan e que estão às vésperas da última partida com a camisa do clube, cumprimentaram os torcedores durante um programa dedicado a eles no Milan Channel."Cinco anos atrás escolhi vir ao Milan pois sabia que aqui poderia demonstrar tudo aquilo que havia aprendido em meu passado no futebol. Vivi cinco anos maravilhosos nos quais consegui conquistar tudo. Irei guardar para sempre uma recordação incrível, disse Cafu."Quando cheguei no meio de 2003 o Milan havia acabado de conquistar o título de Campeão da Europa", lembrou o craque. "Agora chegou o momento de partir. É triste, duro, mas sabia que mais cedo ou mais tarde chegaria a hora de voltar para casa, de voltar para o Brasil, não sei se lá continuarei a jogar ou se vou abandonar definitivamente. Domingo será minha última partida, não sei se o técnico me fará jogar, estarei pronto de qualquer forma", continuou o jogador.Cafu também lembrou os seis anos passados na Roma com a vitória do Scudetto. "Aquilo que irá permanecer, tanto dos torcedores da Roma quanto dos do Milan, será seguramente uma lembrança esplêndida". Ainda mais longa é a passagem de Serginho pelo time, contratado em 1999 junto de Gattuso e Shevchenko. "Devido a problemas nas costas não consegui retornar a meu nível máximo, motivo pelo qual acredito ter chegado o momento de deixar a equipe", declarou Serginho. "Passei nove anos esplêndidos e devo agradecer à equipe e aos torcedores pelo fantástico ambiente com que me acolheram aqui. No Milan consegui encontrar um pedaço do Brasil na Itália, e foi estupendo"."Domingo será para mim um momento difícil, pois San Siro ainda é a minha casa. Todo adeus é difícil, mas eu estou tranqüilo de ter dado em todas as ocasiões cem por cento de mim. Se hoje não posso mais dar aqueles cem por cento, acredito que a decisão mais inteligente seja ir embora", concluiu Serginho.

Tudo o que sabemos sobre:
CafuSerginhoAC Milan

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.