Cafu inaugura fundação no Jardim Irene

"Foi o gol mais bonito que marquei na minha vida. Podem ter a certeza disso!", disse o jogador Cafu, após assistir à exibição do coral de crianças do Jardim Irene, na zona sul da cidade. Nesta quinta-feira, menos de 12 horas depois do empate sem gols contra o Paraguai, em Assunção, pelas Eliminatórias Sul-Americanas, o jogador compareceu à inauguração da sede da Fundação Cafu, no bairro onde passou a sua infância.O Jardim Irene já havia sido homenageado por Cafu no final da Copa do Mundo de 2002, no Estádio Internacional de Yokohama, quando ao levantar a taça, na condição de capitão da seleção, escreveu na camisa "100% Jardim Irene". Agora, o jogador inaugura a sede da sua fundação no bairro. "Estou voltando às minhas raízes e espero ajudar todas essas pessoas", disse.A prefeita Marta Suplicy elogiou o empreendimento: "Aqui é uma região muito carente e o Cafu está de parabéns por esta iniciativa que leva o seu nome e que só existe porque há uma pessoa como o Cafu diante dessa iniciativa. Somente ele conseguiu reunir tantos parceiros para viabilizar o projeto." Raí, ex-companheiro do São Paulo e que dirige a Fundação Gol de Letra, também prestigiou o amigo. "O Cafu é um exemplo muito bonito. É um jogador que cresceu numa realidade muito pobre e que agora está tentando modificar essa realidade", disse o ex-jogador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.