Cafu volta a ser alvo da Justiça italiana

A Justiça italiana retomou nesta quinta-feira o processo contra o lateral-direito Cafu, acusado de uso de passaporte falso quando ainda atuava pela equipe da Roma. Na manhã de hoje, o procurador Giovanni Malerba solicitou a reabertura das investigações, contra o brasileiro e mais sete pessoas, entre elas, o presidente do clube, Franco Sensi e o jogador argentino Gustavo Bartelt. O pedido do procurador foi feito no Tribunal de Apelação e contra a sentença do juiz de investigações preliminares Claudio Tortora, que havia absolvido os envolvidos.A ação judicial investiga supostas irregularidades na documentaçãoapresentada pelo clube italiano, para conseguir a nacionalização dos dois jogadores. Cafu hoje atua pelo Milan, também da Itália.

Agencia Estado,

04 de março de 2004 | 09h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.