Cagliari é punido, e Roma leva pontos de jogo cancelado

Em uma decisão no mínimo curiosa, a Justiça Desportiva do Campeonato Italiano "presenteou" a Roma com uma vitória por 3 a 0 sobre o Cagliari, nesta segunda-feira, um dia depois de o duelo entre as duas equipes ter sido adiado, no último domingo, pela quarta rodada da competição, por razões de segurança.

AE-AP, Agência Estado

24 de setembro de 2012 | 12h34

O Cagliari acabou punido pelo fato de o seu presidente, Massimo Cellino, ter ignorado a ordem de realizar o confronto com os portões fechados no novo estádio da equipe, que ainda precisa passar por um teste antes de sediar uma partida oficial do torneio nacional em condições normais.

Apesar da determinação, Cellino convocou os torcedores a irem ao estádio, provocando a confusão que culminou no adiamento do confronto, já que a Roma não aceitou atuar em um estádio que ainda não estava liberado para abrigar partidas com a presença de público.

A Justiça Desportiva do Campeonato Italiano qualificou a ação do Cagliari como "uma flagrante violação" às regras e "a direta e única razão" para a partida agora ter sido oficialmente cancelada, pois a Roma já ficou com os pontos do duelo. Por causa da atitude polêmica do seu presidente, o clube ainda poderá receber novas punições da Federação Italiana de Futebol.

Antes do adiamento da partida, Cellino havia pedido aos torcedores do Gagliari ignorarem a determinação que obrigava a realização da mesma com portões fechados. Por meio de um comunicado, o dirigente convocou os torcedores a irem ao estádio e assistirem ao duelo pacificamente.

Ao ser presenteado com a vitória por 3 a 0, a Roma somou mais três pontos sem precisar entrar em campo e chegou aos sete ao total, assumindo a sexta posição do Campeonato Italiano. Já o Cagliari amarga a 17.ª posição, com dois pontos, e é o primeiro time fora da zona de rebaixamento da competição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.