Caio comemora gols e boa atuação na vitória do Palmeiras

Vitória sobre o Náutico, de virada, foi a milésima do alviverde dentro do Estádio Palestra Itália

04 de outubro de 2007 | 11h37

Desde que o atacante Edmundo se contundiu, há quase um mês, quem ganhou a vaga na frente foi o meia Caio. Com estilo totalmente diferente, nesta quarta ele substituiu o colega à altura, fazendo dois gols e decidindo a partida para o Palmeiras. Veja também: Crônica do jogo: Palmeiras 2 x 1 Náutico Classificação Últimos resultados / Próximos jogos "Foi o meu melhor jogo pelo Palmeiras. É difícil substituir um ídolo como Edmundo, mas venho crescendo nos últimos jogos e buscando o meu espaço", comentou o jogador, grande responsável pela milésima vitória palmeirense no Parque Antártica. "Fiquei sabendo do feito agora, mas considero uma marca muito importante para mim, já que estou iniciando uma carreira agora", disse o jogador, de 21 anos. Os dois gols de Caio foram marcados de fora da área. E após a virada ele fez questão de dar um longo abraço no técnico Caio Júnior. "Tive alguns problemas de atraso no começo do ano, mas o Caio Júnior confiou em mim, disse que contava comigo e passou a me utilizar bastante", revelou. E o treinador acertou em confiar em Caio. Com os dois gols desta quarta, ele se tornou o artilheiro do Palmeiras no Brasileirão, ao lado de Valdivia, com seis gols. Méritos também para o treinador. "Quem acompanha os treinos sabe o quanto eu sempre insisti para que o Caio chutasse de fora da área e chegasse mais no ataque. Hoje ele está mostrando que pode ser o jogador que eu sempre imaginei que ele seria", elogiou o técnico.

Tudo o que sabemos sobre:
Palmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.