Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Caio Júnior cobra mais 'paixão e emoção' no Grêmio

A forma com que aconteceu a vitória do Grêmio sobre o Ypiranga, por 2 a 1, pelo Campeonato Gaúcho, na última quarta-feira, fez com que o técnico Caio Júnior desabafasse. Depois da partida, na qual o time do Olímpico conseguiu a virada nos acréscimos do segundo tempo, o treinador demonstrou irritação com a postura do time, pediu mais atitude, paixão e emoção de seus jogadores.

AE, Agência Estado

09 de fevereiro de 2012 | 10h47

"Precisamos ter mais atitude. Não temos uma equipe pronta, temos uma série de coisas para resolver neste início e a atitude faz diferença. E foi isso que eles fizeram no segundo tempo, tiveram hombridade. Quando se ganha um jogo dessa forma, se ganha a equipe. Hoje vi atitude de vestiário que eu não tinha visto ainda, discussão entre eles, e é isso que eu quero. Tem que ter paixão, emoção", declarou.

Caio Júnior atuou no Grêmio na década de 1980 como jogador e disse que não via o mesmo espírito daquela época na atual equipe. De acordo com ele, no intervalo da partida contra o Ypiranga isso começou a mudar. "O Grêmio sempre foi isso. Vivi oito anos no vestiário do Grêmio e me acostumei com isso, com discussão de vestiário, com todo mundo querendo ganhar", lembrou.

Entre os principais responsáveis por esta mudança de mentalidade está o volante Gilberto Silva. Campeão do mundo com a seleção brasileira em 2002, o jogador amarga hoje a reserva do Grêmio e, de acordo com o treinador, "com humildade". Na partida da última quarta, ele entrou ainda no primeiro tempo, no lugar do jovem atacante Leandro, e mudou a história do confronto.

"Acho que o Gilberto (Silva) mudou o jogo, principalmente pela atitude, posicionamento, liderança e caráter. Precisamos disso. Ele mereceu o espaço na equipe porque é humilde. Mesmo sendo campeão do mundo ficou na reserva, continuou igual, treinando igual, tem atitude de vestiário. Fiquei orgulhoso dele", apontou Caio Júnior.

Com a vitória, a pressão sobre o treinador diminuiu um pouco. Com três vitórias em seis jogos, a equipe já figura na terceira colocação do Grupo 2 e hoje estaria entre os classificados para a segunda fase do primeiro turno do Campeonato Gaúcho. "Eu estou no futebol há mais de 30 anos e ninguém vai me ensinar o que eu estou vendo. Tem coisas que a gente tem que administrar internamente, resolver. Nós estamos tentando mudar, construir uma equipe com mudança de perfil", comentou o técnico gremista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.