Caio Júnior comemora vantagem obtida pelo Botafogo

Com a vitória por 2 a 1 sobre o Atlético-MG, na última quarta-feira, em Ipatinga, o Botafogo pode até ser derrotado por 1 a 0 na partida de volta, no próximo dia 23, em casa, para garantir vaga na próxima fase da Copa Sul-Americana. A confortável situação foi comemorada pelo técnico Caio Júnior, que só lamentou o gol sofrido no final do primeiro tempo, quando sua equipe vencia por 2 a 0.

AE, Agência Estado

11 de agosto de 2011 | 10h35

"Sabíamos que o gol fora seria muito importante, então a estratégia foi muito boa no primeiro tempo, soubemos aproveitar nossas chances. Uma pena foi o gol sofrido no fim. O segundo tempo não foi bom, deixamos a desejar no passe, roubávamos a bola e entregávamos para o Atlético-MG. Sofremos pressão por falta de tranquilidade, de levantar a cabeça. O mais importante é que construímos o resultado e uma vitória importantíssima", declarou.

Após o bom resultado, o treinador demonstrou preocupação com o estado físico de seus jogadores. Enquanto nomes como Lucas, Cortês, Renato e Elkeson foram poupados, jogadores importantes, como Loco Abreu, Antônio Carlos e Herrera, estiveram em campo e preocupam para o duelo com o América Mineiro, pelo Brasileirão, no sábado.

"Temos um jogo daqui a dois dias. Vou ter, dentro da estratégia, Lucas, Cortês, Renato e Elkeson 100%. Os jogadores que atuaram os 90 minutos hoje, como Antônio Carlos e Loco Abreu, chegaram arrebentados, até porque o campo era muito grande. Essa recuperação é difícil e não podemos perder jogadores por lesão. Ainda bem que tenho uma equipe competente de fisiologia, que me ajuda muito", disse Caio Júnior.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.