Caio Júnior festeja, mas evita projetar título agora

Depois de ver o Botafogo golear o Ceará por 4 a 0, na última quarta-feira, no Engenhão, e assumir a vice-liderança do Campeonato Brasileiro, Caio Júnior festejou o bom futebol apresentado por sua equipe, mas evitou o clima de euforia. O técnico afirmou que agora ainda não é o momento de pensar na conquista do título nacional, lembrando que o foco inicial é a obtenção da vaga na Copa Libertadores da América.

AE, Agência Estado

08 de setembro de 2011 | 08h46

O treinador falou sobre o assunto ao ser questionado se passará a "secar" adversários diretos na briga pelo título. "O campeonato não termina agora, não precisa ter esse tipo de preocupação. Tem muita coisa pela frente. Não adianta ficar secando, temos que fazer a nossa parte. Primeiro, temos que traçar a meta de atingir a vaga da Libertadores. Se conseguirmos antes, seria fantástico em termos de planejamento. Depois, na reta final, poderemos pensar no título", enfatizou.

Caio Júnior, porém, não deixou de festejar a evolução dele e do próprio Botafogo no decorrer deste Campeonato Brasileiro. "O resultado que tenho notado no aspecto tático é impressionante, mérito de toda a comissão técnica. Jogadores não veem apenas os gols, mas os lances que erramos. Essa correção no aspecto tático, visando um amadurecimento e uma melhora está fazendo a diferença. Todos sabem o que têm que fazer em campo. Estamos no caminho certo. Voltei em uma condição melhor e podendo render mais no Botafogo", comemorou.

O fato de o Engenhão ter recebido um público superior a 40 mil pessoas na última quarta também foi destacado pelo técnico. Ele admitiu que temia que seu time sentisse a pressão diante da cobrança de um maior número de torcedores. "A grande preocupação que eu tinha, onde trabalhei, foi qual seria a reação da equipe diante dessa plateia, desse público grande. A exigência é maior, o público cobra mais. Poderia acontecer uma decepção também. Lidei de forma que o time cumprisse funções, repetisse o que temos feito. Foi mais uma etapa cumprida em relação ao torcedor. Vieram, por fruto do trabalho, viram bom espetáculo e vão voltar", aposta.

Além de elogiar o desempenho dos seus jogadores, Caio Júnior viu o meia Cidinho marcar, diante do Ceará, o seu primeiro gol com a camisa botafoguense. O fato foi comemorado pelo atleta, que agradeceu a confiança depositada nele pelo comandante. "Foi muito bom fazer esse gol, estou muito feliz, nem sabia como comemorar. Só quis agradecer a todo mundo que me ajudou, como meu pai e o Caio Júnior. Ele me pediu para ir para a área e falou que eu ia entrar para fazer o meu primeiro gol", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato BrasileiroBotafogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.