Caio Júnior revela dúvida do Botafogo na sua demissão

O técnico Caio Júnior, já contratado para comandar o Grêmio em 2012, contou nesta quarta-feira os bastidores de sua saída do Botafogo. Demitido quando faltavam apenas três rodadas para o final do Campeonato Brasileiro, ele afirmou, durante o Footecon, fórum internacional de futebol promovido no Rio, que a diretoria botafoguense chegou a voltar atrás na decisão de mandá-lo embora.

AE, Agência Estado

07 de dezembro de 2011 | 19h23

"Os dirigentes chegaram para mim com a certeza de que minha saída seria o melhor. Pediram minha opinião, mas já com uma decisão tomada", disse Caio Júnior. Segundo o treinador, o presidente do clube, Maurício Assumpção, chegou a ligar para o gerente de futebol, Anderson Barros, dizendo que "bancaria" a permanência do técnico. "Mas aí não dava mais. E eu saí. Achei que era o melhor para o time naquele momento", completou.

O novo treinador Botafogo já foi contratado. É Oswaldo de Oliveira, que está atualmente no Kashima Antlers, do Japão, chega em janeiro ao Brasil para comandar a equipe carioca.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBotafogoCaio Júnior

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.