Caixa preta não armazenou dados sobre acidente no Itaquerão

Odebrecht anunciou que fabricante do equipamento não fez a leitura dos dados de operação do guindaste

O Estado de S.Paulo

28 de janeiro de 2014 | 15h48

SÃO PAULO - A Odebrecht, empresa responsável pela construção da Arena Corinthians, anunciou nesta terça-feira que a empresa Liebherr, fabricante do guindaste que caiu na fachada leste do estádio no dia 27 de novembro de 2013 e matou dois operários, alegou que a caixa preta do equipamento não armazenou nenhum registro do dia do acidente.

A empresa alemã enviou o comunicado ao Ministério do Trabalho e Emprego, que repassou o documento à Odebrecht. No início de dezembro, a Liebherr levou à Alemanha a caixa preta a fim de fazer a leitura dos dados de operação e funcionamento do guindaste. O dispositivo deveria registrar todas as etapas da operação. De acordo com a Odebrecht, os registros da caixa-preta "poderiam esclarecer se houve eventual erro humano, e/ou eventual falha do equipamento e/ou eventual anomalia no comportamento do solo naquela operação de içamento da última peça da cobertura do estádio".

Em nota, a construtora cobra esclarecimentos da Liebherr e se exime de qualquer responsabilidade. "A Odebrecht espera, assim, que o fabricante venha a público prestar esclarecimentos técnicos a respeito do ocorrido, bem como dar a devida satisfação às famílias das vítimas, à sociedade brasileira e às autoridades que investigam o acidente."

Dois meses após o acidente, o inquérito que investiga as causas do acidente ainda não foi concluído e não tem prazo para acabar. A Polícia Civil já ouviu bombeiros, defesa civil, engenheiros, técnicos da Odebrecht e o motorista do guindaste, mas ainda deve interrogar mais pessoas. Previsto inicialmente para ser inaugurado até 31 de dezembro, a Arena Corinthians só deve ser entregue em 15 de abril.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.