Calendário muda futebol brasileiro

O calendário quadrienal do futebol brasileiro divulgado hoje no Rio pela CBF, vai alterar radicalmente a forma de disputa dos campeonatos estaduais. Segundo anúncio feito pelo presidente da entidade, Ricardo Teixeira, os chamados grandes clubes de São Paulo e Rio vão disputar um campeonato regional entre os dias 19 de janeiro e 12 de maio. No caso de São Paulo, disputariam este campeonato, Corinthians, São Paulo, Palmeiras e Santos. Os outros clubes ainda não estão definidos, mas devem ser Guarani, Ponte Preta, Portuguesa, Etti Jundiaí e provavelmente São Caetano. Além dos quatro grandes - Flamengo, Vasco, Botafogo e Fluminense, o Rio terá direito a mais três vagas neste campeonato.Neste mesmo período - os campeonatos estaduais serão disputados com os chamados times pequenos. O último colocado no Regional (Rio/SP) cai para o ?Estadual? do ano seguinte. O campeão do Estadual garante vaga no Regional do ano seguinte. Em determinado momento, os dois campeonatos se encontram. Entre 18 de maio e 29 de maio, os três cariocas melhores colocados no Regional, disputam uma espécie de quadrangular com o campeão do estadual do Rio. O mesmo acontece em São Paulo. Sistema idêntico de disputa será adotado em todas as outras regiões do País - com os campeonatos do Sul/Minas, Nordeste, Centro/Oeste e Norte. Os campeonatos regionais vão classificar também para a Copa dos Campeões, que vai apontar um representante do Brasil na Libertadores. Disputam a Copa, os seis primeiros colocados do Rio/SP, os quatro primeiros da Sul-Minas, os três primeiros da Nordeste, um da Copa Norte e um da Centro/Oeste.O novo sistema retira ainda a Copa Mercosul do calendário do futebol brasileiro a partir do próximo ano. A CBF salientou que este calendário quadrienal somente sofrerá modificações se essas forem determinadas pela Fifa ou pela Confederação Sul-Americana de Futebol (no que se refere a Copa Libertadores da América). O novo calendário do futebol brasileiro foi apresentado hoje em um hotel no Rio, em um evento que contou com as presenças do Ministro do Esporte e Turismo, Carlos Melles, o presidente do Clube dos Treze, Fábio Koff e o ex-jogador, Edson Arantes do Nascimento (Pelé) .Calendário Quadrienal do futebol brasileiroPrimeiro Semestre - Os campeonatos regionais vão classificar para a Copa dos Campeões, que vale uma vaga para a Copa Libertadores: Rio-São Paulo (classifica 6 equipes), Sul-Minas (4 equipes), Nordeste (3 equipes), Centro-Oeste (1 equipe) e Norte (1 equipe). O 16º classificado será o campeão da atual edição da Copa dos Campeões.Serão 16 equipes no Rio-São Paulo, Sul-Minas e Copa Nordeste. E oito equipes nas copas Norte e Centro-Oeste.-- Os melhores de cada campeonato regional irão disputar um supercampeonato estadual, em formato de quadrangular. Haverá descenso nos regionais.-- Os campeonatos regionais e o Brasileiro serão organizados em conjunto entre ligas, formadas pelos integrantes do Clube dos 13, e a CBF.-- No segundo semestre, os clubes brasileiros participarão apenas do Campeonato Brasileiro, sem datas disponíveis para a Copa Mercosul.-- O Brasileiro terá descenso até chegar ao número de 24 participantes.-- A Copa do Brasil não terá modificações e será, mais uma vez, completada por times convidados pela CBF.-- Um clube que chegue às finais de todas as competições jogará 77 partidas, contra cerca de 90 disputadas atualmente.-- Haverá férias de 30 dias para os jogadores e 10 dias de pré-temporada, nos meses de dezembro e janeiro.-- As partidas da seleção deverão ser marcadas para coincidir com as das eliminatórias européias do Mundial. A seleção terá 15 dias para treinar em maio.

Agencia Estado,

26 de junho de 2001 | 10h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.