Alessandro Garofalo/Reuters
Alessandro Garofalo/Reuters

Çalhanoglu e Theo Hernández são diagnosticados com covid-19 e desfalcam o Milan

Meia turco e lateral francês serão ausências por, pelo menos, os próximos dois jogos; ambos já estão em isolamento

Redação, Estadão Conteúdo

17 de janeiro de 2021 | 11h02

Destaques do Milan nesta temporada, o meio-campista turco Hakan Çalhanoglu e o lateral-esquerdo francês Theo Hernández testaram positivo para a covid-19 e vão desfalcar o time por, pelo menos, os próximos dois jogos. Os dois já estão afastados para cumprir o período de isolamento.

Em nota, o Milan comunicou que informou os casos às autoridades sanitárias e que "os dois jogadores, assintomáticos, foram imediatamente colocados em quarentena domiciliar". Além disso, afirmou que "todos os demais jogadores e staff continuarão sendo acompanhados de perto de acordo com as indicações dos protocolos em vigor".

Com mais dois jogadores infectados, o Milan passa a ter quatro atletas afastados por coronavírus. Os outros dois são o meio-campista bósnio Rade Krunic e o atacante croata Ante Rebic, que contraíram a doença no dia 6 deste mês. A dupla, porém, está próxima de voltar aos gramados.

O outro desfalque para o duelo desta segunda-feira, contra o Cagliari, pela 18ª rodada do Campeonato Italiano, é o atacante português Rafael Leão, que está suspenso. Por outro lado, o astro Zlatan Ibrahimovic se recuperou de lesão muscular recentemente e deve ser titular pelo segundo jogo seguido.

A equipe rossonera soma 40 pontos e lidera a liga italiana com três de vantagem para a vice-líder Inter de Milão, que faz o clássico com a Juventus neste domingo. O time do astro Cristiano Ronaldo aparece no quinto lugar na tabela de classificação, com 33 pontos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.