Rubens Chiri/São Paulo
Rubens Chiri/São Paulo

Calleri aprova atuação do São Paulo em empate: 'Merecemos mais que nas outras partidas'

Argentino fez o gol do empate com o Ceará por 1 a 1, a sexta igualdade consecutiva do time no Brasileirão

Ricardo Magatti, O Estado de S.Paulo

14 de outubro de 2021 | 21h48

Calleri fez seu segundo gol desde que retornou ao São Paulo e foi responsável por evitar a derrota para o Ceará nesta quinta-feira. O argentino mostrou inconformismo com o sexto empate consecutivo do time no Brasileirão, alcançando uma marca negativa que nunca havia atingido em sua história, mas aprovou a atuação da equipe tricolor na reestreia de Rogério Ceni.

"Não estou feliz (com o resultado). O gol, na verdade, não mudou nada. É mais um empate", resumiu o sincero atacante. "Hoje merecemos mais que nas outras partidas. Acredito que temos que melhorar muito, e vamos fazer por nós e pela torcida que veio hoje", completou, em referência aos 9.271 torcedores que foram ao Morumbi.

Calleri confessou que não gostou da saída de Hernán Crespo. O técnico saiu em "comum acordo" do clube na quarta-feira. Horas depois, o São Paulo anunciou o retorno de Rogério Ceni, que deu seu primeiro treino no mesmo dia, foi regularizado e já quis reestrear diante do Ceará nesta quinta-feira.

"Ninguém gosta quando sai um treinador. Eu tenho um carinho especial pelo Crespo como jogador e treinador. O Ceni vem com atitude de dar certo. Tomara que possamos ganhar muitas partidas para chegar na Libertadores", disse o argentino. 

Ele afirmou que ainda não conversou com Crespo, mas prometeu que falará com o compatriota em breve. "Não tive a sorte de falar (com o Crespo), mas falarei. Mando um abraço enorme, e espero que possamos vencer por ele".

O São Paulo empacou na tabela de classificação com o sexto empate seguido e permanece no 13º lugar, com 31 pontos. O clássico com o Corinthians, segunda-feira, às 20 horas, no Morumbi, será a próxima oportunidade de dar fim à sequência de tropeços no torneio nacional.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.