Rubens Chiri/saopaulofc.net
Rubens Chiri/saopaulofc.net

Calleri confia em boa fase contra rivais para ajudar São Paulo a vencer clássico

Time do Morumbi precisa superar tabu para somar pontos importantes na disputa do Campeonato Brasileiro

Redação, Estadão Conteúdo

20 de maio de 2022 | 20h59

O São Paulo vive a pressão de lidar com o tabu de nunca ter vencido o Corinthians na Neo Química Arena, mas tem motivos para acreditar no fim do jejum. Um deles é o grande momento vivido por Jonathan Calleri na disputa de clássicos desde que voltou ao time tricolor. De agosto de 2021 até agora, marcou seis vezes contra rivais paulistas, compensando a falta de gols em duelos com rivais durante sua primeira passagem, em 2016.

"Clássico é aquele jogo em que todo atleta sonha disputar. E comigo não é diferente. Claro que toda partida do Campeonato Brasileiro vale os mesmos três pontos, mas quando é um jogo contra um rival, a gente sabe que é diferente e que a torcida cobra de uma outra maneira. No domingo, teremos mais um jogo duríssimo, fora de casa, contra o líder do campeonato, mas também estamos bem. Respeitamos muito o time deles, mas confiamos no trabalho que a gente vem fazendo e acredito que faremos uma boa partida", disse o argentino.

A primeira vez que marcou contra um rival foi em outubro do ano passado, quando balançou a rede no empate por 1 a 1 com o Santos, pelo Brasileirão. No mesmo mês, fez um gol contra o Corinthians, em vitória por 1 a 0, também pelo Brasileiro.

Ao reencontrar os corintianos durante o Paulistão deste ano, anotou o gol da vitória novamente durante a primeira fase e deu uma assistência no triunfo por 2 a 1 nas semifinais. Depois, foi o autor de dois gols no 3 a 1 sobre o Palmeiras, no primeiro jogo da final estadual, e balançou a rede do Santos, já pelo Brasileirão, em partida na qual colocou vantagem de 2 a 1 no placar.

De qualquer forma, o mais importante para Calleri não é balançar as redes. O foco, segundo ele, é sair da Neo Química Arena com um resultado positivo, até porque, além da rivalidade,o jogo representa uma ótima oportunidade para o São Paulo ultrapassar o rival no topo da tabela. Os dois estão separados por apenas dois pontos.

"Claro que vou procurar continuar marcando muitos gols para buscar essa artilharia do Brasileiro, que seria algo fantástico e histórico. Mas é importante dizer que o principal objetivo não é o individual, e, sim, o coletivo. Quero ajudar o São Paulo a conseguir as vitórias e brigar pelo título, que é o que todos nós almejamos e o que essa apaixonada torcida merece", comentou o atacante.

O time são-paulino iniciou a preparação para o clássico nesta sexta-feira, depois de garantir classificação na Sul-Americana ao vencer o Jorge Wilstermann, na noite de quinta. Como Rogério Ceni poupou os principais jogadores no jogo do meio da semana, deve escalar o que tem de melhor para o clássico. Uma possível escalação tem Jandrei; Rafinha, Arboleda, Diego Costa e Welington (Reinaldo); Pablo Maia, Rodrigo Nestor, Igor Gomes e Alisson (André Anderson); Luciano e Calleri.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.