Twitter/São Paulo Futebol Clube
Twitter/São Paulo Futebol Clube

Calleri lamenta empate do São Paulo com o Corinthians no Brasileirão: 'A gente merecia a vitória'

Atacante cita superioridade da equipe no primeiro tempo e lamenta oportunidades desperdiçadas

Paulo Favero, Estadão Conteúdo

22 de maio de 2022 | 19h14

O atacante Calleri lamentou o São Paulo não ter saído de Itaquera com os três pontos. O jogador fez o gol de sua equipe no empate por 1 a 1 com o Corinthians, mas viu o time recuar demais na etapa final e sofrer a igualdade. "O empate não foi justo, a gente merecia a vitória", afirmou o jogador.

Para ele, o São Paulo mostrou uma superioridade incrível no primeiro tempo e poderia até ter feito mais gols não fossem as excelentes defesas de Cássio, que evitou uma goleada. "Fizemos um primeiro tempo incrível, tivemos muitas chances para fazer gol, mas só fizemos um. Infelizmente não matamos o jogo no primeiro tempo", disse.

O São Paulo realmente teve ótimas chances na etapa inicial, com Alisson, que obrigou Cássio a fazer ótima defesa, depois em uma cabeçada de Calleri e no final do período teve uma sequência de três ótimos lances que Cássio salvou. No segundo tempo, nos acréscimos, Cássio fez outra ótima defesa, em cabeçada de Igor Gomes, e garantiu o empate.

"O treinador deles mudou o jeito de jogar, eles pressionaram mais em cima e tiveram melhores chances no segundo tempo", continuou Calleri, citando o crescimento do Corinthians na etapa final. Foi aí que os donos da casa conseguiram empatar e até pressionaram um pouco para tentar a virada.

Apesar do empate, Calleri confessou que o clássico serviu para mostrar que o São Paulo pode sonhar com voos mais altos na temporada, mesmo com a queda de rendimento no decorrer da partida. "Viemos para ganhar e mostramos no primeiro tempo que podemos brigar por coisas importantes. Pena que no segundo tempo não fomos bem e nossa pressão caiu um pouco", explicou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.