Paulo Pinto/AE
Paulo Pinto/AE

Calor de Salvador preocupa o Corinthians para a partida diante do Vitória

Desafio é suportar alta temperatura da capital baiana para conseguir mais um triunfo no Brasileirão

RAFAEL VERGUEIRO - estadão.com.br,

18 de novembro de 2010 | 09h43

SÃO PAULO - Além do empenho do Vitória, que luta para escapar o rebaixamento no Campeonato Brasileiro, o Corinthians sabe que terá outro grande adversário no próximo domingo, às 17 horas, em confronto pela antepenúltima rodada da competição: o calor de Salvador.

Veja também:

linkSem cinco titulares, Tite começa a preparar Corinthians

Nas últimas partidas do torneio, a equipe alvinegra jogou com um clima ameno, e agora o desafio o suportar a alta temperatura da Bahia para vencer a partida e seguir na ponta do Brasileirão. "Salvador é sempre quente né? E isso com certeza faz diferença, mas é mais um obstáculo que teremos que superar", afirma o goleiro Júlio César, um dos destaques corintianos no torneio.

A estratégia do Corinthians neste momento é dosar nos treinamentos para dar o máximo nas partidas. "Na hora do jogo a gente tem que esquecer qualquer tipo de cansaço", diz Júlio César.

Alguns jogadores até terão uma preparação especial, casos de Ronaldo, que ainda não está em sua melhor forma física, e Jorge Henrique, que voltou a entrar em campo no último sábado após um longe período lesionado.

Segundo o departamento médico do clube, o Fenômeno vai tomar muita água de coco durante todo o domingo (mais de três litros) e utilizará toalhas molhadas para se refrescar. Jorge Henrique também descansará bastante antes do confronto e a expectativa é que ele aguente os 90 minutos.

"Tem jogadores que podem treinar um pouco mais, outros não. No final sempre vai prevalecer a força do grupo", destaca Alessandro.

"Lá em Salvador realmente é muito desgastante, o calor é intenso, você tem um pouco mais de dificuldade para fazer a jogada, correr. Mas se nos alimentarmos bem, descansarmos e tomarmos muito líquido, certamente faremos um bom jogo", completa o lateral-direito.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.