Câmara convida envolvidos no escândalo

A Comissão de Turismo e Desporto da Câmara dos Deputados aprovou, na tarde desta quarta-feira, uma série de requerimentos que convidam dirigentes de entidades esportivas e os envolvidos nos casos de corrupção no futebol para prestarem esclarecimentos sobre o escândalo da arbitragem.?A tarefa da comissão é acompanhar tudo o que diz respeito à legislação esportiva. Esse é um caso no qual os deputados devem se envolver, devido a sua amplitude?, explicou o deputado federal Silvio Torres (PSDB-SP), proponente dos requerimentos.Serão convidados a comparecer na Câmara os árbitros Edílson Pereira de Carvalho e Paulo José Danelon, além do empresário Nagib Fayab - todos réus confessos no esquema de manipulação de resultados dos jogos. Também serão chamados os presidentes da Confederação Brasileira de Futebol, Ricardo Teixeira, da Federação Paulista, Marco Polo del Nero, e do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, Luiz Zveiter, entre outros. De acordo com o deputado, a Comissão não tem poder de intimação sobre pessoas que não sejam funcionários públicos ou de autarquias. Portanto, serão feitos apenas convites, que podem ser ou não aceitos.Nesta quinta-feira, o presidente da Comissão, deputado Antonio Cambraia (PSDB-CE), deve estabelecer contato com os convidados. Segundo Silivo Torres, apenas o convite a Ricardo Teixeira não foi consensual - quatro deputados votaram contra o comparecimento do presidente da CBF.Para Silvio Torres, as convocações servirão para mostrar como o futebol brasileiro tem sido administrado. ?Essa situação transparece a fragilidade da organização do futebol brasileiro, algo que movimenta milhões no País?, justificou. Além disso, a discussão pode servir para trazer adequações ao Estatuto do Desporto, que está em tramitação no Congresso. ?Queremos saber se a legislação que propomos é suficiente.?O envolvimento do escândalo do futebol na Câmara dos Deputados não deve parar na Comissão de Turismo e Desporto. A abertura de uma CPI do Apito já foi pedida pelo deputado Asdrubal Bentes (PMDB-PA) e aguarda pelo parecer da Comissão de Constituição e Justiça.

Agencia Estado,

05 de outubro de 2005 | 20h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.