Marcos Arcoverde/Estadão Conteúdo
Marcos Arcoverde/Estadão Conteúdo

Câmara Municipal do Rio nega mudança de nome do Engenhão

Botafogo queria homenagear Nilton Santos, mas projeto foi rejeitado

Estadão Conteúdo

25 Março 2015 | 20h33

A Câmara Municipal do Rio de Janeiro rejeitou, na tarde desta quarta-feira, a mudança de nome do Estádio João Havelange, o Engenhão. O projeto, de autoria de Paulo Pinheiro e Renato Cinco (Psol) e Marcelino de Almeida (Pros), foi rejeitado por 19 vereadores, recebendo o apoio de apenas oito. O Botafogo queria que o local passasse a se chamar Estádio Nilton Santos.

A proposta inicial era dar o nome de João Saldanha ao estádio, que pertence à prefeitura do Rio, mas é administrado pelo Botafogo por concessão. A arena ficou fechada por quase dois anos, depois de passar por problemas estruturais em 2013, e foi reaberta em fevereiro.

O novo presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira, decidiu então mudar o nome do estádio para Nilton Santos, homenageando o lateral que fez história no clube. Por isso, o projeto de lei recebeu um substitutivo, que foi votado nesta quarta-feira. Com a derrota da proposta, o projeto foi arquivado.

Antes, o Botafogo havia solicitado à prefeitura do Rio a alteração do nome do estádio, mas o prefeito Eduardo Paes (PMDB) rejeitou a ideia por considerá-la deselegante com João Havelange, que deixaria de ser homenageado sem razão. Mesmo assim, a prefeitura aceitou que o clube passasse a se referir à arena pelo nome de Nilton Santos.

Até ser interditado, em março de 2013, o Botafogo só se referia ao Engenhão como "Stadium Rio'', em uma tentativa de criar um nome que permitiria a introdução de uma marca, caso os administradores conseguissem vender os chamados "naming rights''. Para o COI e para o Comitê Rio-2016, ele é o "Estádio Olímpico'' e assim será chamado na Olimpíada do Rio.

Mais conteúdo sobre:
futebol Botafogo Engenhão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.