Camarões e Senegal em final inédita

Camarões e Senegal fazem neste domingo final inédita da Copa da África de Nações, o torneio continental de seleções realizado este ano em Mali. Os camaroneses tentam o bicampeonato ? e o quarto título, pois venceram também em 84 e 88. Os senegaleses chegam pela primeira vez à decisão da competição. As duas equipes estão classificadas para o Mundial da Coréia e do Japão, para representar a região, junto com Nigéria, África do Sul e Tunísia. Camarões classificou-se para a finalíssima ao eliminar os donos da casa por 3 a 0, no duelo de quinta-feira. O ambiente ficou tenso, uma hora e meia antes do encontro, porque a polícia local deteve o ex-goleiro Thomas Nkono, hoje auxiliar do técnico Winfried Schafer, sob a alegação de desacato. Na verdade, havia suspeita de que o titular de Camarões no Mundial de 82 estivesse fazendo ?magia negra?.O bate-boca de Nkono com os policiais teve desdobramentos na sexta-feira. A Confederação Africana de Futebol decidiu suspendê-lo por um ano e um jogo, por ter desrespeitado a legislação esportiva, ao se recusar a apresentar credencial quando entrou no campo. Punição idêntica foi aplicada ao alemão Schafer.Senegal garantiu-se ao passar pela Nigéria, por 2 a 1, e considera a Copa da África a principal etapa na sua caminhada para a estréia em Mundiais. E para fazer bom papel na abertura, dia 31 de maio, contra a França, em Seul.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.