Camarões suspende capitão Eto'o por 15 jogos

Camarões suspendeu o atacante e capitão de sua seleção Samuel Eto'o por 15 partidas e o vice-capitão Eyong Enoh por duas nesta sexta-feira, depois que eles convenceram seus companheiros a não viajarem para a Argélia em um amistoso do mês passado.

REUTERS

16 de dezembro de 2011 | 21h13

"Samuel Eto'o, em sua função de capitão, incitou sua equipe a se recusar a viajar para a Argélia", disse a federação de futebol de Camarões (Fecafoot) em seu site.

Os jogadores de Camarões entraram em greve em novembro, forçando o cancelamento do amistoso, dizendo que não receberam o dinheiro prometido por sua atuação num torneio de quatro países no Marrocos.

A federação disse que o atacante Eto'o, de 30 anos, eleito por quatro vezes o Jogador Africano do Ano, não pôde explicar por que os atletas se recusaram a jogar pela seleção, depois que a Argélia e o Ministério dos Esportes de Camarões ofereceram uma saída para a crise.

A federação disse que Eto'o foi desrespeitoso com o ministério e com a federação, enquanto o meia do Ajax Amsterdã Enoh, de 25 anos, "faltou com respeito ao vice-presidente da Fecafoot".

(Reportagem de George Fominyen e Bate Felix)

Tudo o que sabemos sobre:
FUTCAMAROESETOO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.