André Rigue/estadao.com.br
André Rigue/estadao.com.br

Cambistas são espancados por corintianos no Pacaembu

Torcedores protestam pelo fim dos ingressos para a final e cercam os cambistas para tomar os bilhetes

André Rigue, estadao.com.br

29 de abril de 2009 | 13h24

SÃO PAULO - A venda de ingressos para a final do Campeonato Paulista terminou em confusão no Estádio do Pacaembu. Milhares de corintianos se aglomeraram nas bilheterias atrás das entradas, que acabaram em cerca de duas horas de venda. Assim que os policiais anunciaram o fim dos bilhetes, muitos torcedores ficaram revoltados.

 

Veja também:

linkTorcida corintiana tumultua evento da Copa com Pelé e Dunga

linkFilas e ingressos esgotados no Pacaembu para final do Paulistão

forum VOTE - Qual time vai ser o campeão paulista de 2009?

especialSantos x Corinthians, o mais antigo clássico paulista

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

 

Cerca de três mil corintianos permaneceram no Pacaembu mesmo com o encerramento das vendas. A polícia reforçou a segurança e a tropa de choque ficou em frente às bilheterias. Na praça Charles Miller, os torcedores se juntaram para pedir mais bilhetes. "Queremos ingresso. Ingresso para a Fiel."

 

Por volta de meio dia, a polícia começou a retirar as grades de proteção. Isso causou confusão entre os torcedores, que organizaram uma nova fila na expectativa de que as vendas retornassem. No entanto, o "engano" deixou os nervos mais aflorados e os cambistas passaram a ser as vítimas.

 

Pelo menos três cambistas foram espancados pelos torcedores e tiveram os ingressos tomados. Assim que um cambista era identificado, um grupo de corintianos corria pela praça para cercá-lo. Ele era obrigado a entregar os bilhetes. Se não concordasse, acabava agredido - a polícia teve de retirar os cambistas para garantir a segurança.

 

A final do Campeonato Paulista entre Corinthians e Santos acontecerá neste domingo, no Pacaembu, às 16 horas. O time de Mano Menezes pode perder por até dois gols de diferença para garantir o troféu - se não perder, será campeão invicto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.