Ricardo Duarte/SC Internacional
Ricardo Duarte/SC Internacional

Camilo se despede de companheiros no Inter e acerta volta para a Chape

Meia, que tinha contrato até o meio do ano, retorna para o time que defendeu entre 2014 e 2015

Redação, Estadão Conteúdo

27 de maio de 2019 | 19h18

Após o empate contra o Santos por 1 a 1, no estádio da Vila Belmiro, em Santos, no domingo, o meia Camilo se despediu nesta segunda-feira dos companheiros de Internacional e não faz mais parte do elenco do técnico Odair Hellmann. O jogador, que tinha contrato com o clube gaúcho até o meio do ano, faz exames médicos ainda nesta semana para assinar com a Chapecoense, onde se destacou entre 2014 e 2015.

Seu retorno a Chapecó (SC) era muito aguardado. Camilo vinha negociando com os dirigentes catarinenses desde o início da temporada, quando soube que estava fora dos planos da comissão técnica. Ainda assim, foi inscrito no Campeonato Gaúcho pelo treinador e chegou a fazer sete jogos, com apenas um gol marcado. Desde então virou reserva.

Camilo brilhou com a camisa da Chapecoense entre 2014 e 2015, com nove gols em 66 jogos, chamando a atenção do Al-Shabab, da Arábia Saudita. No segundo semestre de 2016 voltou para o Brasil para jogar no Botafogo, onde se destacou no meio de campo formado pelo técnico Jair Ventura. Assinou com o Internacional em 2017 e disputou a Série B do Brasileiro com o clube.

Após o jogo contra o Santos, Camilo não embarcou com a delegação gaúcha para Belém, onde o Internacional enfrentará o Paysandu, nesta quarta, pela Copa do Brasil, e ficou na cidade de São Paulo para acertar os detalhes finais do seu contrato com a Chapecoense.

Com 33 anos, ele vai ser uma peça importante no esquema do técnico Ney Franco na Chapecoense, que venceu o Cruzeiro por 2 a 1 no último domingo, jogando em Belo Horizonte. A vitória quebrou um jejum de quatro jogos sem vitória e empurrou o time catarinense para a 12.ª posição, com sete pontos. O seu próximo jogo vai ser em casa, no domingo, às 16 horas, diante do líder Palmeiras.

DÚVIDA 

Os jogadores do Internacional treinaram nesta segunda-feira no Centro de Treinamentos da base do Palmeiras, em São Paulo. Porém, apenas os atletas que não iniciaram contra o Santos participaram do trabalho em campo. Os titulares fizeram uma atividade regenerativa.

Com desconforto na coxa esquerda, Edenílson fez tratamento com o departamento médico. O volante foi mantido na delegação que embarcou para Belém e será reavaliado nesta terça-feira. Caso não tenha condições de atuar, deverá ser substituído por Rithely.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.