ANDRÉ YANCKOUS/AGIF
ANDRÉ YANCKOUS/AGIF

Campanha aproxima Corinthians de recordes no Brasileirão

Time de Tite pode ser o campeão com o maior número de pontos

Raphael Ramos, O Estado de S. Paulo

05 Novembro 2015 | 07h00

Além do título, o Corinthians busca uma série de recordes nesse Campeonato Brasileiro. O time pode, por exemplo, ser o campeão com o maior número de pontos e vitórias desde 2006, quando o Nacional passou a ser disputado com 20 clubes, e obter outras marcas expressivas.

O Corinthians lidera o campeonato com 73 pontos, 11 a mais do que o Atlético-MG, segundo colocado. Para ser hexacampeão já neste fim de semana, precisa vencer o Coritiba no sábado, às 19h30, no Itaquerão, e torcer para o Atlético-MG não derrotar o Figueirense, domingo, às 17h, em Florianópolis.

Restando cinco rodadas para o fim do Brasileiro, o time tem de somar mais oito pontos para superar os 80 do Cruzeiro de 2014, que teve a melhor campanha da história dos pontos corridos com 20 equipes. 

Independentemente do desempenho da equipe nas próximas rodadas, o atual Corinthians já tem uma campanha superior à do título de 2011. Naquele ano, também sob o comando de Tite, a equipe somou 71 pontos e foi campeã apenas na última rodada.

Com 22 vitórias em 33 jogos, o Corinthians também está próximo de superar o recorde de 24 triunfos do Cruzeiro, conquistado no Brasileirão do ano passado. Em cinco rodadas, o time precisa de três vitórias. “Os números confirmam que o trabalho foi bem feito, por isso temos a possibilidade de quebrar recordes”, diz o meia Renato Augusto.

A força da equipe no Itaquerão também pode render à equipe mais um recorde no Campeonato Brasileiro. Hoje, como mandante, a equipe tem 14 vitórias, um empate e apenas uma derrota. Na lista de triunfos como mandante está um contra a Chapecoense conquistado em Araraquara após o clube ser punido pelo STJD. A melhor campanha caseira da história dos pontos corridos com 20 clubes é justamente do Corinthians. Em 2010, foram 15 vitórias, dois empates e duas derrotas.

A defesa também chama atenção. Hoje, o Corinthians tem as mesmas quatro derrotas do São Paulo de 2006. Para dividir o recorde com o rival, o time não pode perder mais.

TIME

Cássio sentiu um mal-estar e não participou do treino de ontem. O goleiro, no entanto, não é motivo de preocupação para a partida de sábado, contra o Coritiba, e deve treinar normalmente hoje à tarde. Renato Augusto, Jadson e Vagner Love também não participaram da atividade e ficaram na academia fazendo trabalho de reforço muscular.

Mais conteúdo sobre:
Futebol, Corinthians, Brasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.