Nilton Fukuda|Estadão
Nilton Fukuda|Estadão

Campeão, goleiro do Fla revela alívio após perder pênalti

Thiago defendeu duas cobranças e foi decisivo

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

25 Janeiro 2016 | 12h56

A decisão da Copa São Paulo de Futebol Júnior, nesta segunda-feira, quase fez do herói do Flamengo um vilão. O goleiro Thiago defendeu duas cobranças contra o Corinthians, mas quase colocou tudo a perder quando teve a chance de marcar e confirmar o título carioca, mas chutou fraco para a defesa de Filipe. Depois da decisão, o jovem jogador reconheceu que ficou preocupado com o erro. "Treino bastante pênalti. Foi a sexta cobrança que bati e pela primeira vez errei uma", disse Thiago.

Autor de boas defesas no segundo tempo, o flamenguista foi fundamental nas penalidades. Depois do 2 a 2 no tempo normal, o time carioca fez 4 a 3 nas cobranças. Cada time precisou chutar seis vezes e coube ao goleiro a chance de fechar a quinta série, quando chutou fraco no canto esquerdo do corintiano.

No apito final Thiago era um dos mais aliviados e correu para comemorar junto com os companheiros. "É um momento muito feliz, não tem nem como explicar o que estou sentindo", afirmou.

O goleiro ajudou o clube a conquista pela terceira vez a competição. O primeiro título foi em 1990 e o segundo em 2011. O título no Pacaembu nesta segunda veio sob os olhares do presidente Eduardo Bandeira de Mello, que veio a São Paulo acompanhar a decisão.

O Flamengo já tinha vencido o Bahia nos pênaltis na quarta fase da competição. Em nove jogos, foram sete vitórias e dois empates. A trajetória inclui ainda a eliminação dos dois grandes favoritos. Antes do Corinthians na decisão, o time bateu o São Paulo por 2 a 0 nas quartas de final, na Arena Barueri.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.