Campeão carioca, Vasco volta à Série A com empate sem gols diante do Goiás

Na volta à Série A do Campeonato Brasileiro, o Vasco não conseguiu sair do empate sem gols contra o Goiás na noite deste domingo, no Estádio de São Januário, na zona norte do Rio de Janeiro. O resultado, o único 0 a 0 da primeira rodada, não poderia ser diferente diante do futebol burocrático que as duas equipes apresentaram, sem jogadas criativas, com poucas chances de gol em bolas paradas.

ANTONIO PITA, Estadão Conteúdo

10 de maio de 2015 | 20h45

Sem qualidade técnica, as duas equipes abusaram de faltas - foram 42 em toda a partida e oito cartões amarelos. A primeira etapa foi marcada pela ausência de grandes jogadas, lances truncados e muitos passes errados de ambas as equipes. Sem velocidade ou criatividade, os jogadores disputavam a bola na base das faltas. As poucas chances de gol vieram da cobrança de bolas paradas e de chutes de longa distância, mas nenhuma finalização ofereceu risco aos goleiros. O único lance de brilho no primeiro tempo foi um belo chapéu de Dagoberto em Wesley, no ataque do Vasco.

As duas jogadas mais perigosas foram do Vasco, aos 35 minutos. Primeiro com um belo giro de Gilberto, dentro da área, após cobrança de lateral. O chute passou por cima do gol. Logo na sequência, a cobrança de falta na entrada da área, por Dagoberto, exigiu do goleiro Renan uma boa defesa. Apesar das melhores oportunidades do clube carioca, foi o Goiás quem dominou a posse de bola na primeira etapa, com 52% de posse de bola.

Também no segundo tempo as principais chances de gol surgiram de bolas paradas. O Goiás conseguiu criar um pouco mais e avançar em contra-ataques sobre o gol do Vasco, mas sem acertar nas finalizações. A melhor jogada do time foi a cobrança de falta de Felipe Menezes, aos 25 minutos do segundo tempo, que obrigou o goleiro uruguaio Martín Silva a fazer uma difícil defesa. Já o Vasco, sem força ofensiva e sem conseguir avançar contra a defesa bem marcada do rival, optou por longos lançamentos e cobranças de falta, mas também sem levar perigo ao gol adversário.

FICHA TÉCNICA

VASCO 0 X 0 GOIÁS

VASCO: Martín, Madson, Luan, Rodrigo e Christiano; Guiñazu, Serginho (Bernardo), J. dos Santos; Dagoberto (Marcinho), Gilberto e R. Silva (Yago). Técnico: Doriva.

GOIÁS: Renan, Everton, F. Macedo, Alex Alves, R. Forster, Rodrigo,

Juliano, Ygor, F. Menezes (Esquerdinha), Wesley (Lucas Coelho) e Bruno

Henrique. Técnico: Hélio dos Anjos.

ÁRBITRO: Braulio da Silva Machado.

CARTÕES AMARELOS: Dagoberto, Christiano e Luan (Vasco); Ygor, Wesley, Felipe Macedo, Rafael Foster e Alex Alves (Goiás).

RENDA - R$ 226.020,00.

PÚBLICO - 6.628 pagantes (7.424 presentes).

LOCAL - Estádio de São Januário, no Rio (RJ).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato CariocaVascoGoiás

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.