Sérgio Castro/Estadão
Sérgio Castro/Estadão

Campeão mundial pelo São Paulo deixa clínica de reabilitação e fará teste na Portuguesa

Flávio Donizete estava passando por tratamento no interior de São Paulo e espera voltar a atuar profissionalmente

Redação, O Estado de S.Paulo

24 Dezembro 2018 | 14h42

Campeão mundial pelo São Paulo, em 2005, o zagueiro Flávio Donizete recebeu alta da clínica de reabilitação onde se tratava na cidade de Arthur Nogueira, interior de São Paulo. O jogador de 34 anos passava por um tratamento para se livrar do vício das drogas.

O jogador revelou seu problema em entrevista para a TV Record, há cerca de cinco meses. A previsão era de que ele deixasse a clínica em fevereiro de 2019, mas teve uma rápida recuperação e já foi liberado para voltar ao convívio social. A Portuguesa, clube que defendeu em 2006, avisou que está disponível para que ele faça avaliação técnica. Se for aprovado, ele será contratado pelo clube que disputa a Série A2 do Campeonato Paulista.

"Eu não sei se vou voltar a jogar, mas estou fazendo o possível e o impossível para que isso aconteça. A chama continua acesa de voltar a jogar, de fazer parte de uma equipe", disse o zagueiro, que fez parte do grupo campeão mundial pelo São Paulo, em 2005.

"Eu estava morto. Na verdade, a droga acabou me paralisando naquele momento. Mas tive essa oportunidade de dar a volta por cima e estou tentando a cada dia fazer meu melhor para a minha vida e meus familiares. É um pequeno recomeço, porque eu tenho muito mais a crescer como ser humano, como pai", completou.

Além de São Paulo e Portuguesa, Flávio Donizete passou também por América-SP, Atlético de Alagoinhas, Nacional-SP e Taboão da Serra, onde jogou em 2015. Desde então, ele não atuou mais profissionalmente.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.