JF Diorio|Estadão
JF Diorio|Estadão

Campeão, Palmeiras tem sete jogadores na seleção do Campeonato Brasileiro

Gabriel Jesus foi eleito o craque da competição

Marcio Dolzan, Rio de Janeiro, Estadão Conteúdo

12 de dezembro de 2016 | 21h50

O campeão Palmeiras dominou o Prêmio Brasileirão 2016. Ao todo, o time teve sete jogadores na seleção do campeonato, em cerimônia realizada na noite desta segunda-feira, na sede da CBF, no Rio de Janeiro. Cuca foi eleito o melhor técnico. Além do Palmeiras, apenas Flamengo (2), Atlético Mineiro (1) e Grêmio (1) tiveram jogadores escolhidos para o time da competição. Para completar, o atacante palmeirense Gabriel Jesus foi eleito o craque da competição e o meia Zé Roberto, o autor do gol mais bonito, diante do Santa Cruz.

Não houve nenhuma surpresa entre os premiados, escolhidos a partir do voto de aproximadamente mil jornalistas que cobriram o Brasileirão - havia 11 mil habilitados para votar.

A seleção do Brasileiro ficou definida com Jaílson (Palmeiras); Jean (Palmeiras), Pedro Geromel (Grêmio), Mina (Palmeiras) e Jorge (Flamengo); Moisés (Palmeiras), Tchê Tchê (Palmeiras), Diego (Flamengo) e Dudu (Palmeiras); Robinho (Atlético-MG) e Gabriel Jesus (Palmeiras).

O técnico Jair Ventura, que assumiu o Botafogo em agosto, na zona de rebaixamento, e levou o clube carioca à Copa Libertadores do próximo ano, foi escolhido o técnico revelação. O meia Vitor Bueno, do Santos, ganhou o prêmio de atleta revelação do campeonato.

Goleiro da Chapecoense morto no desastre aéreo da Colômbia, Danilo foi escolhido o "Craque da Galera". A votação desse prêmio foi realizada via internet. Logo após a queda do avião que levava o time catarinense até Medellín, para a final da Copa Sul-Americana, uma grande mobilização tomou conta das redes sociais para pedir voto no atleta.

O árbitro Raphael Claus, e os assistentes Marcelo Van Gasse e Rogério Zanardo, todos vinculados à Federação Paulista, foram apontados os melhores do Brasileirão 2016. A cerimônia também premiou Diego Souza (Sport), William Pottker (Ponte Preta) e Fred (Atlético-MG) pela artilharia do campeonato. Os três marcaram 14 gols cada no Brasileirão.

Clube mais homenageado na premiação, o Palmeiras também foi o mais desfalcado na cerimônia realizada na noite desta segunda-feira. Jean, Dudu, Mina e Cuca não foram à sede da CBF receber seus prêmios. O técnico chegou a se deslocar para o Rio com o presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, no avião particular do dirigente. A aeronave, contudo, não conseguiu aterrissar no Aeroporto de Jacarepaguá devido às fortes chuvas e voltou a São Paulo.

Já o Flamengo, terceiro colocado do Brasileirão, ganhou o Troféu Fair Play por ser o mais disciplinado da competição. O time carioca foi o que menos levou advertências, recebendo 62 cartões amarelos nas 38 rodadas, uma média de 1,63 por partida.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.