Reprodução/CBF Twitter
Reprodução/CBF Twitter

Campeões de 1970 recebem réplica da Jules Rimet e viram embaixadores da seleção

Com iniciativa, ex-jogadores e comissão técnica podem assinar contrato, com remuneração fixa e mensal, para representar a CBF em eventos

Redação, Estadão Conteúdo

21 de junho de 2020 | 11h34

Cinquenta anos depois de conquistarem a Copa do Mundo de 1970, os tricampeões mundiais receberam da CBF, em suas casas, uma réplica em miniatura da Taça Jules Rimet e foram homenageados com o passaporte de Embaixadores da seleção brasileira.

Ao se tornarem embaixadores da seleção, os ex-jogadores e integrantes da comissão técnica, como o técnico Zagallo, que venceram o Mundial no México e ergueram pela terceira vez a sonhada Taça Jules Rimet têm a opção de assinarem um contrato, com remuneração fixa e mensal, para representarem a CBF em eventos sociais, educacionais, institucionais ou em visitações ao Museu da Seleção, no Rio.

"Sentimos muito orgulho dessa brilhante equipe e de cada um dos nossos jogadores. Um time que ficou marcado para sempre como exemplo de futebol alegre, organizado, coletivo e de beleza plástica inconfundível. Enviamos a Taça Jules Rimet, símbolo da conquista, e o passaporte de Embaixador da Seleção a cada um dos nossos campeões como forma de reconhecer este sentimento. Em nome da CBF, reitero a enorme honra e emoção que sentimos ao agradecê-los por tudo o que fizeram pelo nosso futebol e o nosso país", declarou o presidente da CBF, Rogério Caboclo.

O título de Embaixador da seleção brasileira também dá direito a cada tricampeão, e um acompanhante, ao acesso gratuito às partidas de competições promovidas pela CBF.

A CBF iniciou a festa pelos 50 anos do tricampeonato mundial no México em fevereiro, quando a entidade reuniu os campeões de 1970. A ocasião marcou também a inauguração da estátua de Pelé no Museu Seleção Brasileira e a entrega de uma medalha comemorativa a cada um dos ex-jogadores.

Outras eventos estavam previstos, mas a pandemia da covid-19 não permitiu que eles fossem realizados. Com isso, a CBF decidiu fazer outras ações para homenagear os campeões de 1970, como a personalização da fachada da sede da entidade, no Rio, com um banner gigante que exibe uma imagem dos jogadores comemorando e os dizeres "50 anos do Tri! A Seleção que encantou o mundo. México 1970".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.