Campeões mundiais lançam tour da taça da Copa no Rio

Zagallo, Amarildo, Rivellino, Bebeto e Marcos anunciaram viagem do troféu

AE, Agência Estado

12 de setembro de 2013 | 12h44

RIO - Em uma cerimônia realizada aos pés do Cristo Redentor, no Rio, a Fifa lançou oficialmente nesta quinta-feira o tour do troféu da Copa de 2014. Com a presença de cinco campeões mundiais do Brasil - Zagallo (1958), Amarildo (1962), Rivellino (1970), Bebeto (1994) e Marcos (2002) -, o evento serviu para anunciar a viagem de 267 dias que a taça fará pelo planeta, passando por 89 países.

O mais cobiçado prêmio do futebol ficará mais três dias no País, antes de rodar pelo mundo, em uma iniciativa da Fifa que foi realizada também antes das Copas de 2006 e 2010 e que proporciona a oportunidade de milhões de torcedores verem de perto o troféu.

A primeira parada oficial do taça acontecerá no Taiti, país que teve sua seleção disputando a última edição da Copa das Confederações, em junho, no Brasil. Com 36,8 cm de altura e 6.175 gramas de peso, o objeto e é feito de ouro maciço de 18 quilates e foi erguido pela última vez pelos brasileiros na Copa de 2002. Goleiro titular do Brasil naquele Mundial, Marcos recordou com saudade daquele momento nesta quinta-feira.

"Eu me lembro da noite em que ergui o troféu em 2002, no Japão. Foi um momento inesquecível, que me encheu de honra e orgulho por meu país. É ótimo que a Fifa e a Coca-Cola deem aos torcedores a chance de sentir algumas das emoções que só podem vir de um verdadeiro símbolo do futebol mundial", disse Marcos, lembrando também do patrocinador que empresta o seu nome ao tour promovido pela Fifa e ajuda a bancar este tour.

Joseph Blatter, presidente da Fifa, também festejou nesta quinta-feira a continuidade deste tour da taça em mais uma Copa do Mundo. "Estamos extremamente felizes de levar o símbolo mais icônico do futebol ao mundo mais uma vez. Neste momento, quando muitos países começam a garantir suas vagas na Copa do Mundo, este tour nos dá a oportunidade de compartilhar nossa paixão pelo esporte mais belo com torcedores por todo o planeta, que terão uma oportunidade única de ver o troféu de perto em seus próprios países", ressaltou o dirigente.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa de 2014Fifa Copa do Mundo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.