Javier Soriano/AFP
Javier Soriano/AFP

Campeonato Alemão terá 1º jogo apitado por mulher no domingo em Berlim

Federação de futebol do país escala Bibiana Steinhaus, de 38 anos, para partida entre Hertha Berlim e Werder Bremen

Estadão Conteúdo

07 de setembro de 2017 | 13h43

Bibiana Steinhaus fará história neste domingo na Alemanha, quando vai se tornar a primeira mulher a arbitrar um jogo da primeira divisão nacional. A Federação Alemã de Futebol anunciou nesta quinta-feira que a policial, de 38 anos, vai apitar o jogo em que o Hertha Berlin receberá o Werder Bremen, confirmando o seu lugar entre o grupo de elite de 24 árbitros da liga.

"Ela merece isso pelas suas ótimas performances", disse o técnico do Bremen, Alexander Nouri. "Estou feliz. É o mesmo para mim se um homem ou uma mulher está arbitrando, o principal é que eles façam o trabalho bem", acrescentou o treinador do Hoffenheim, Julian Nagelsmann.

Steinhaus já passou uma década apitando na segunda divisão alemã e tem muita experiência com muitas das principais estrelas do futebol do país, em jogos da Copa da Alemanha.

Filha de um árbitro, Steinhaus começou a apitar jogos femininos para a federação em 1999. Ela se tornou uma árbitra da Fifa em 2005 e passou a trabalhar na segunda divisão em 2007, sendo a primeira juíza feminina no futebol profissional da Alemanha.

Steinhaus também possui experiência no Mundial Feminino e no Campeonato Europeu, além de ter sido a árbitra da final olímpica feminina de 2012 entre os Estados Unidos e o Japão. Em junho, ela comandou a final da Liga dos Campeões Feminina entre Lyon e Paris Saint-Germain.

Em agosto, durante uma partida entre Bayern de Munique e Chemnitzer, pela Copa da Alemanha, Steinhaus foi alvo de uma brincadeira do francês Franck Ribery, que se abaixou para ajeitar a bola em uma cobrança de falta e desamarrou uma das chuteiras da árbitra.

Antes disso, em 2015, foi alvo de machismo do meio-campista Kerem Demirbay, então no Fortuna Duesseldorf, após ser expulso de um jogo por ela. "Não há espaço para mulheres no futebol masculino", afirmou o jogador, que recebeu três jogos adicionais de suspensão pela sua declaração. Ele se desculpou publicamente e agora poderá se reencontrar com Steinhaus no Campeonato Alemão, uma vez que atualmente defende o Hoffenheim, na primeira divisão do futebol local.

Tudo o que sabemos sobre:
Futebol Internacional

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.