Campeonato Brasileiro terá novo modelo de atendimento médico

Presidente da CBF anunciou que projeto-piloto vai atender ao padrão Fifa de qualidade

AE, Agência Estado

04 de abril de 2013 | 16h41

RIO - O presidente da CBF, José Maria Marin, anunciou nesta quinta-feira um projeto-piloto para aperfeiçoar o atendimento médico durante os jogos do Campeonato Brasileiro. O novo modelo vai atender ao padrão Fifa de qualidade.

"A CBF está preocupada com todos os aspectos de segurança nos estádios, no que diz respeito aos torcedores e, principalmente, aos jogadores, que são os maiores responsáveis pelo espetáculo futebol", afirmou Marin, que contou com auxílio de José Luiz Runco, médico da seleção e presidente da Comissão Nacional de Médicos de Futebol, para elaborar o projeto.

"Já vinha conversando com o doutor Runco para que seja adotada nas competições no país uma linha de atendimento médico universal, dentro do padrão Fifa", explicou. Segundo a nova definição, os jogos contarão com a presença de um médico de emergência, junto à mesa do quarto árbitro, e mais três paramédicos.

Runco e Marin, contudo, ainda vão definir em quais estados e estádios o projeto será testado durante o Brasileirão deste ano. "Vamos definir ainda os estádios e os estados em que essa metodologia será usada nos jogos do Brasileiro. O fundamental é que, com essa metodologia, o jogador terá um atendimento de maneira mais rápida, adequada e de qualidade", disse o médico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.