Satiro Sodre/SS Press
Satiro Sodre/SS Press

Campeonato Carioca de 2014 pode ser em turno único

Entretanto, pouca coisa deve mudar, já que torneio deve continuar tendo 19 rodadas

TIAGO ROGERO, Agência Estado

27 de setembro de 2013 | 16h33

RIO - O Campeonato Carioca de 2014 pode ser disputado em turno único, e não mais em dois, como vinha sendo nos últimos anos. Depois das reclamações geradas pela divulgação do apertado calendário da CBF para o ano que vem, uma reunião entre os quatro grandes clubes cariocas, a Federação de Futebol do Rio (Ferj) e a TV Globo decidiu nesta sexta-feira o formato que será apresentado aos demais times na próxima terça, no conselho arbitral da competição.

Na prática, pouca coisa vai mudar. A proposta que ainda precisa da aprovação final prevê 15 jogos em turno único, mais semifinais e final. Ou seja: 19 rodadas, exatamente a mesma quantidade do Campeonato Carioca deste ano, que poderia ter tido 21, não fosse o Botafogo campeão com antecedência. A proposta também precisa da aprovação do Conselho Nacional de Esporte, e já foi enviada ao órgão. O presidente da Ferj, Rubens Lopes, está confiante: "Teremos o sinal verde".

O campeonato começaria em 19 de janeiro, uma semana depois da data inicial estabelecida pela CBF para os estaduais em 2014. A mudança deve extinguir o título da Taça Rio, concedido a quem conquistava o segundo turno, mas a Ferj quer dar ao primeiro colocado da fase de classificação o título de campeão da Taça Guanabara, antigo primeiro turno.

A proposta não teria desagradado a TV Globo, já que, com o novo formato, há a garantia das finais do Campeonato Carioca - algo que neste ano, por exemplo, não aconteceu, por causa do título antecipado do Botafogo. Por vezes aliado e, noutras, opositor ao presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), Marco Polo Del Nero, Rubens Lopes evitou falar sobre a eleição para presidência da CBF em abril de 2014. Mas aproveitou para alfinetar a entidade que comanda o futebol brasileiro, sob clara influência do cartola de São Paulo. "Se a CBF demorou sete anos para definir o calendário de 2014, este prazo até o arbitral parece bem razoável para que apresentemos uma boa proposta", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato Carioca

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.