Kerim Okten/Efe
Kerim Okten/Efe

Campeonato Inglês: Suárez se desculpa por não apertar a mão de Evra

Uruguaio admite erro cometido no clássico do sábado entre Liverpool e Manchester United

Reuters

12 de fevereiro de 2012 | 13h50

LONDRES - Luis Suárez, meia-atacante do Liverpool, pediu desculpas neste domingo, 12, por não apertar a mão de Patrice Evra antes da derrota de 2 a 1 de seu time diante do Manchester United.

 

O uruguaio foi afastado por oito partidas por uma ofensa racial contra Evra em outubro, mas se recusou a trocar o cumprimento com o francês durante o ritual pré-jogo da disputa de sábado pelo Campeonato Inglês, despertando uma condenação geral.

"Falei com o técnico depois do jogo no estádio do United e me dei conta de que entendi as coisas mal", disse Suárez em um comunicado divulgado pelo Liverpool. "Eu não só o decepcionei, mas também ao clube e o que ele representa, e peço desculpas. Cometi um erro e lamento o que aconteceu. Deveria ter apertado a mão de Patrice Evra antes do jogo e quero me desculpar por minhas ações. Gostaria de deixar este assunto para trás e me concentrar em jogar futebol", acrescentou.

O técnico do Liverpool, Kenny Dalglish, que apoiou o atacante durante o drama, disse não ter percebido que Suárez não apertou a mão de Evra, enquanto Alex Ferguson, treinador do United, classificou o uruguaio como "desonrado".

Ian Ayre, diretor administrativo do Liverpool, também disse que Suárez agiu errado, enquanto o time tenta limitar os danos na esteira de uma enxurrada de críticas de jogadores e torcedores e da mídia.

A partida entre dois dos maiores rivais da liga inglesa foi uma disputa tensa, e houve troca de farpas no túnel no intervalo e no final do jogo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.