Campinense derrota Figueirense, mas segue na lanterna

O Campinense conquistou a sua terceira vitória no Campeonato Brasileiro da Série B, nesta sexta-feira, debaixo de chuva, ao vencer o Figueirense, por 4 a 2, de virada, na abertura da 15ª rodada. O herói do jogo foi o atacante Anderson Oliveira, autor de três gols.

AE, Agencia Estado

31 de julho de 2009 | 23h15

Apesar da vitória, o time da casa continua na lanterna, com nove pontos, deixando o time catarinense com os mesmos 26 pontos, por enquanto, em quarto lugar. O Figueirense, porém, pode deixar o G-4 até o final da rodada.

Logo no primeiro minuto de jogo, o Campinense conheceu o artilheiro Rafael Coelho. Mesmo sem ser alto, ele subiu no primeiro pau e testou para baixo, após cobrança de escanteio de Vinícius Pacheco. Foi o seu 12.º gol, confirmando a artilharia isolada da Série B.

Por alguns instantes, o discurso de recuperação do time paraibano foi literalmente por água abaixo, mesmo porque a chuva não dava folga. O empate, porém, saiu aos 17 minutos. Após cobrança de falta, o goleiro Wilson saiu errado do gol e a defesa não aliviou. A bola sobrou para o zagueiro Márcio Paraíba, que bateu forte de pé direito para igualar o placar.

Depois disso, o Campinense manteve uma forte pressão, usando bem a disposição e a velocidade de seus jogadores. O Figueirense, acuado, não conseguiu nem criar chances nos contra-ataques. No segundo tempo, os donos da casa mantiveram o domínio em campo, mas só criavam chances em chutes de longa distância. Até que desempatou aos 30, quando Almir fez o passe para Anderson Oliveira, nas costas da defesa, que parou pedindo impedimento. Anderson trocou de pé e bateu cruzado.

O golpe mortal saiu aos 34 minutos, quando o mesmo Anderson Oliveira cobrou pênalti, com paradinha, marcando o terceiro gol. Por causa da falta, o volante Paulinho foi expulso, deixando o Figueirense com um jogador a menos.

Seis minutos depois, o atacante do Campinense voltou à carga e mandou para as redes, após bate-rebate na área. Aos 49, o visitante diminuiu com o goleiro Wilson, cobrando pênalti cometido por Thompson sobre Lucas.

Na 16ª rodada, os dois times voltam a campo no próximo sábado, dia 8 de agosto. O Campinense vai enfrentar o Vasco, às 16h10, em São Januário, enquanto no mesmo horário o Figueirense vai receber o América-RN, em Florianópolis.

Ficha Técnica:

Campinense 4 x 2 Figueirense

Campinense - Fabiano; Fábio Santana, Márcio Baiano, Márcio Paraíba e Buick; Henrique (Thompson), Giuliano, Fernandes e Washington (Jailton); Anderson Oliveira e Edmundo (Almir). Técnico: Freitas Nascimento.

Figueirense - Wilson; Lucas, Toninho, Régis e Edson (Egídio); Luciano Totó, Alê, Paulinho e Fernandes (Marcelo); Vinícius Pacheco e Rafael Coelho (Roger Carvalho). Técnico: Roberto Fernandes.

Gols - Rafael Coelho, no 1.º minuto, e Márcio Paraíba, aos 17 minutos do primeiro tempo. Anderson Oliveira, aos 30, aos 34 (pênalti) e aos 40, e Wilson (pênalti), aos 49 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Giuliano, Márcio Paraíba, Márcio Baiano (Campinense); Luciano Totó, Alê, Lucas e Edson (Figueirense).

Cartão vermelho - Paulinho (Figueirense).

Árbitro - Afonso Amorim de Sousa (PI).

Renda e público - Não disponíveis.

Local - Estádio Amigão, em Campina Grande (PB).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.