Campo do América preocupa o Santos

O técnico Emerson Leão faz duas alterações no time do Santos, que enfrenta o Fluminense, neste sábado, às 16 horas, em Edson Passos, no Rio, pelo Campeonato Brasileiro. Uma das mudanças, na lateral-direita, é forçada - Wellington em lugar de Reginaldo Araújo, suspenso por cartões amarelos - e a outra, no meio-de-campo, é uma opção - Daniel entra na vaga de Jerri. ?O Jerri começou bem, mas caiu de produção nas duas últimas partidas", disse o treinador. ?É um bom jogador e só estou preservando o atleta." Com essa mudança, Daniel formará dupla com Alexandre no primeiro combate ao ataque adversário, liberando o meia Renato para atuar mais à frente. ?Haverá uma alteração no comportamento, mas a parte tática do time não será mexida", informou o técnico. Leão sabe que o Fluminense será um time difícil de ser encarado. Os cariocas vêm de três derrotas consecutivas e, necessitam de um bom resultado. ?Eu não sei como eles se comportarão." Para piorar, o jogo foi transferido para o Estádio Giulite Coutinho, em Edson Passos, o campo do América. ?O ideal seria enfrentar o Fluminense no Maracanã, mas não tem jeito." Orientando um time que possui bom toque de bola, Leão reconhece que o desempenho, com a mudança de estádio, pode ser inferior. ?Tecnicamente somos prejudicados, mas esse campeonato tem dessas coisas." A transferência foi confirmada para reduzir as despesas do clube carioca. E a fórmula do Campeonato Brasileiro é o motivo do fracasso anunciado por Leão. ?Este campeonato é muito longo, não é o ideal." Para comprovar a tese, ele lembra do público pagante de Santos e Ponte Preta, quarta-feira última, em Vila Belmiro. "A média em nossos jogos era de 10 mil pessoas. Nesse, foram apenas três mil." O atual momento do futebol brasileiro parece deixar Leão deprimido. Ele lembrou que neste campeonato, em 18 rodadas, foram demitidos 15 técnicos, e são apenas 24 clubes. "Isso me entristece." Reforços - O Santos pode contratar alguns reforços a curto prazo. Leão considerou a aquisição de um lateral-direito prioritária, sem citar nomes, porém. Em contrapartida, confirmou que o meia Jamelli foi oferecido ao clube. O técnico lembrou que Jamelli, quando se transferiu para o exterior, está em excelente fase. ?Hoje, não sei como ele está", continuou. ?Mas não é uma prioridade." Outro nome comentado é o do centroavante Alex Alves, da Portuguesa.

Agencia Estado,

18 de julho de 2003 | 18h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.