Amr Abdallah Dalsh/Reuters
Amr Abdallah Dalsh/Reuters

Candidato à presidência do Vasco anuncia acerto com Yaya Touré em caso de vitória

Leven Siano divulga vídeo em que jogador marfinense se compromete a jogar pelo clube carioca

Redação, O Estado de S.Paulo

21 de maio de 2020 | 18h38

O candidato à presidência do Vasco, Luiz Roberto Leven Siano, fez nesta quinta-feira uma promessa caso seja eleito o novo mandatário do clube. Em publicação nas redes sociais, ele assumiu o compromisso de contratar o meia marfinense Yaya Touré se ganhar a próxima eleição, que deve ser realizada até novembro. Curiosamente, o jogador africano chegou a negociar no início deste ano com o Botafogo.

Em vídeo, Leven Siano anunciou em francês o acordo prévio com Touré. O próprio jogador também aparece em um vídeo e manda um recado para a torcida. "Olá, eu sou Yaya Touré. Gostaria de agradecer ao Leven por me convidar para esse projeto. Eu não vejo a hora de encontrar todos os torcedores logo que possível. Vai dar Vasco! Vejo vocês em breve!", disse o marfinense.

Touré tem 37 anos e no momento está sem clube depois de encerrar passagem pelo Qingdao Huanghai, da China. O experiente jogador disputou três Copas do Mundo e teve passagens vitoriosas por Barcelona e Manchester City. Entre fevereiro e março deste ano, ele chegou a negociar com o Botafogo, que desistiu de efetivar a contratação pelos elevados custos salariais necessários para ter o jogador no elenco.

Apesar dos planos de trazer o renomado reforço, o Vasco também sofre com problemas financeiros. O clube carioca ainda tem salários atrasados e durante a pandemia do novo coronavírus, a diretoria fez reduções salariais, assim como a demissão de alguns funcionários.  

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Welcome @realtoureyaya ! Merci beacoup ! Thank you ! #vaidarvasco #somamos #ovascotempressa #somosomaiorclubedomundo #leven2020

Uma publicação compartilhada por Luiz Roberto Leven Siano (@levensiano) em

Tudo o que sabemos sobre:
futebolVascoYaya Touré

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.