Candinho faz mudanças na Portuguesa

Temendo uma nova derrota, o técnico Candinho vai radicalizar na Portuguesa. O treinador pretende mexer em algumas posições e até o esquema-tático será diferente. Tudo para não ser surpreendido pelo São Paulo, domingo, no Canindé, na penúltima rodada do Campeonato Paulista. Apesar de não ter mais chances de classificação à próxima fase da competição, Candinho não quer ver sua equipe na zona de rebaixamento, correndo riscos de cair para a Segunda Divisão. A Lusa começou a competição de forma arrasadora, vencendo seus três primeiros jogos e hoje, com duas rodadas para o fim da primeira fase, ocupa a 11.ª colocação com 18 pontos. Sem poder contar com os volantes Souza e Sandro Fonseca e o meia Hernani, ambos suspensos pelo segundo cartão amarelo, além de ter no Departamento Médico o zagueiro Tinho, com tendinite no joelho direito, o volante Élson e o meia Edson Araújo, ambos com lesão na coxa direita, ele deve atuar no esquema 3-5-2. Com as entradas de Vinícius e Élvis, ao lado de Émerson. A principal novidade deve ser a estréia do lateral-esquerdo argentino Lupídio, que veio do Quilmes há pouco mais de um mês, na vaga de Rochinha. O atacante Cléber, que entrou bem, na partida diante doSão Raimundo, pela Copa do Brasil, e comandou a virada do time, de 1 a 0 para 3 a 1, também está ganhando uma vaga entre os titulares. Hoje, o treinador comandou o primeiro coletivo preparando a equipe para o clássico. Os titulares não tiveram problema para bater os reservas, por 3 a 0, gols de Ricardo Oliveira (2) e Cléber. Candinho escalou a equipe da seguinte forma: Carlos Germano; Émerson, Élvis e Vinícius; Mancini, Ricardo Lopes, Marquinhos, Lúcio e Lupídio; Ricardo Oliveira e Cléber.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.