Rafael Ribeiro/Vasco
Rafael Ribeiro/Vasco

Cano perde pênalti, Vanderlei falha e Vasco empata com o Brasil em São Januário

Com o resultado, time carioca ficou com 32 pontos, a três do Botafogo, na quarta posição da Série B

Redação, Estadao Conteudo

03 de setembro de 2021 | 21h42

Em jogo com gol anulado, pênalti desperdiçado por Cano e erro grotesco do goleiro Vanderlei, o Vasco suou, mas buscou o empate por 1 a 1 diante do Brasil de Pelotas, na noite desta sexta-feira, em São Januário, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Daniel Amorim foi o grande salvador ao marcar o gol aos 43 minutos da etapa complementar.

Com o resultado, o Vasco ficou aquém do desejado, mas evitou novo revés e ficou com 32 pontos, a três do Botafogo, na quarta posição. O Brasil de Pelotas, por sua vez, chegou ao décimo jogo sem vitória e começa a ver o rebaixamento mais de perto. A equipe xavante é a penúltima colocada, com 15.

O primeiro tempo foi todo do Vasco com direito a reclamação de um pênalti não marcado em Léo Matos, que acabou derrubado por João Siqueira. O lance era interpretativo, mas o árbitro consultou o VAR e anulou o lance. O time carioca, que vinha pressionando, caiu de produção e viu o Brasil equilibrar as ações e segurar o 0 a 0.


O nome dos 45 minutos foi o goleiro Matheus Nogueira, principal responsável pelo resultado. Ele fez ao menos três grandes defesas, em tentativas de Gabriel Pec, Marquinhos Gabriel e Léo Jabá. O time carioca, no entanto, não teve muita criatividade, tanto que começou a arriscar de longe, ao mesmo tempo que Cano ficava isolado no setor ofensivo.


O segundo tempo começou com mais um brilho de Matheus Nogueira. Logo de cara, Morato recebeu de Marquinhos Gabriel e foi derrubado, dentro da área, por Arthur Henrique, pênalti. Cano foi para a cobrança, mas viu o goleiro defender e se transformar no grande herói do embate.


Diferente de Vanderlei, que fez o papel de vilão. O ex-santista foi o pivô de um lance um tanto quanto bisonho, que fez com que o time xavante inaugurasse o marcador. Aos 19 minutos, tentou sair jogando com os pés e entregou a bola para Netto. Vanderlei ainda espalmou, mas Erison pegou o rebote, limpou a marcação e colocou no fundo das redes.


Lisca tentou mexer no time, deu mais juventude ao Vasco, mas a dificuldade em fazer a infiltração continuou. Quando conseguiu, o gol de Daniel Amorim, após cobrança de falta na trave de Andrey, acabou anulado. Mas o time carioca continuou insistindo e conseguiu evitar a derrota.


Aos 43 minutos, após cobrança de escanteio de Andrey, Daniel Amorim foi no 'segundo andar' para decretar a igualdade. O Vasco ainda tentou uma virada, mas o Brasil segurou o resultado, em 12 minutos de acréscimo, para levar um ponto para Pelotas.


Na próxima rodada, o Vasco enfrenta o Avaí na segunda-feira, às 20h, no estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC). Na terça, às 11h, o Brasil recebe o Confiança, no Bento Freitas, em Pelotas (RS).


FICHA TÉCNICA


VASCO 1 X 1 BRASIL


VASCO - Vanderlei; Léo Matos, Miranda, Leandro Castan e Zeca; Andrey, Caio Lopes (Galarza) e Marquinhos Gabriel (Figueiredo); Léo Jabá, Cano (Daniel Amorim) e Gabriel Pec (Morato). Técnico: Lisca.


BRASIL - Matheus Nogueira; Vidal, Ícaro, Arthur e João Siqueira; Diego Gomes (Alan Dias), Rômulo (Gabriel Terra) e Bruno Matias; Kevin (Héverton), Erison (Caio Rangel) e Netto (Rone). Técnico: Cléber Gaúcho.


GOLS - Erison, aos 19, e Daniel Amorim, aos 43 minutos do segundo tempo.


ÁRBITRO - Alisson Sidnei Furtado (TO).


CARTÕES AMARELOS - Andrey (Vasco); Alan Dias, Heverton, Ícaro, João Siqueira e Matheus Nogueira (Brasil).


LOCAL - São Januário, no Rio de Janeiro (RJ).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolVascoBrasil de Pelotas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.