Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Cantillo recebe a 8 em homenagem ao compatriota Rincón: 'Vai ser difícil fazer igual'

Volante colombiano assinou contrato por quatro temporadas e viajará com o restante do elenco para a disputa da Florida Cup

Redação, O Estado de S.Paulo

10 de janeiro de 2020 | 15h32

O volante colombiano Victor Cantillo foi apresentado no Corinthians nesta sexta-feira e recebeu a camisa 8, que foi de Junior Urso na temporada passada. O número também é uma referência ao compatriota Freddy Rincón, capitão da equipe na conquista do Mundial de 2000. 

"Creio que o Freddy marcou história no Corinthians, vai ser difícil fazer algo igual. Mas estou com mentalidade de colocar meu futebol, conquistar meus objetivos, conquistar uma vaga entre os 11 (titulares), competir em boa forma para o Corinthians ser ainda maior", afirmou Cantillo em entrevista coletiva.

Cantillo será o terceiro colombiano a vestir a camisa do Corinthians. Além de Rincón, o clube já contou com Mendoza, que vestiu a camisa alvinegra entre 2015 e 2016, e participou do hexa do Brasileirão. Contratado junto ao Atlético Junior de Barranquilla (COL), Cantillo já vinha treinando com o restante do elenco desde o início da semana, mas faltavam documentos para sacramentar a transação. Cantillo assinou contrato por empréstimo até junho de 2021, com compra obrigatória na sequência e vínculo estendido até dezembro de 2023. 

"Foi uma semana intensa, com trabalhos dinâmicos, para retomar ritmo de jogo. Foi importante, tenho que me acostumar com muitas coisas, como o fuso horário", explicou. "Barranquilla é muito quente, faz calor, aqui o clima é mais agradável".

O Corinthians pagará parcelado o total de 3 milhões de dólares (R$ 12,2 milhões) ao clube colombiano por 70% dos direitos econômicos do atleta, que ainda é pouco conhecido no futebol brasileiro. "De pronto para o futebol brasileiro eu não sou tão conhecido. Tenho uma história na Colômbia, ganhei títulos, mas no Brasil é outra coisa. Tenho que fazer as coisas bem para conquistar meu nome".

Cantillo comentou também as diferenças entre sua antiga equipe e o Corinthians, além do que espera encontrar de diferente no futebol brasileiro. "O Junior tem muita torcida, mas que não vai tanto ao jogo. Aqui vai mais gente", contou. "E as equipes brasileiras comparadas às colombianas em estrutura, há muita diferença. Lá não tem o que temos aqui. Vinha treinando sozinho na Colômbia, mas me sinto bem fisicamente, obviamente tenho que melhorar muito mais, mas estou bem".

Ao comentar suas características, disse que deve fazer mais a função de segundo volante, mas se colocou à disposição para fazer outras funções. "Tenho mais saída, chegando na área oposta. Com bom passe entre as linhas (de defesa), inteligente, com boa técnica. Espero mostrar isso aqui", planeja. "Dependendo da formação que se utiliza posso jogar como primeiro volante, mas me sinto mais cômodo como segundo, pois saio mais. É onde atuei no Junior e fiz minhas melhores partidas".

Cantillo viajará com o restante do elenco no domingo para os Estados Unidos, onde a equipe disputará a Florida Cup. O primeiro jogo será na quarta-feira, às 20h (de Brasília), contra o New York City.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansVíctor Cantillo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.