Capello começa a superar a barreira da língua inglesa

Treinador italiano faz aulas para aprimorar o idioma e até arrisca algumas frases durante coletiva

MIKE COLLETT, REUTERS

05 de fevereiro de 2008 | 15h50

Quando foi designado para ser o técnico da seleção da Inglaterra, no início de dezembro, o italiano Fabio Capello, que mal falava o inglês, disse que se tornaria fluente em seu novo idioma dentro de um mês.    Veja também: Manchester United homenageia mortos na 'tragédia de Munique'  Nesta terça-feira, ele se encontrou com a imprensa britânica pela primeira vez desde sua nomeação e deu algumas declarações em inglês, mas gabou-se de sua nova habilidade falando em italiano, com a ajuda de um intérprete. Apesar da barreira do idioma, Capello, freqüentemente descrito como severo com a disciplina, mostrou um lado mais leve de sua personalidade. "Não vou falar com vocês em inglês até que eu esteja contente por ter aprendido todas as expressões e frases de que preciso", disse a repórteres, na entrevista antes de seu primeiro jogo como técnico da Inglaterra, contra a Suíça, nesta quarta-feira. "Vocês têm um jeito de torcer as palavras, por isso só mais para a frente vou falar com vocês em inglês. Mas falo com os jogadores em inglês, eu me comunico com eles em um inglês mais fácil e nos entendemos uns aos outros." Capello só usou uma palavra em inglês durante a entrevista. Quando indagado como os jogadores o chamam, respondeu: "Boss (Chefe)".

Tudo o que sabemos sobre:
Seleção italianaFábio Capello

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.