Capello pede ação contra 'roubo' de jovens talentos no futebol

A Fifa deve impor regras mais rigorosas para impedir que clubes europeus "roubem" jovens jogadores de talento de outros países, disse o técnico da seleção da Inglaterra, Fabio Capello, nesta quinta-feira.

DAVID FRENCH, REUTERS

29 de dezembro de 2011 | 15h29

O treinador italiano afirmou que, com a globalização do futebol, os clubes estão formando suas equipes jovens com jogadores vindos de todo o mundo, em geral em detrimento do desenvolvimento dos jovens de seu próprio país no longo prazo.

"É preciso estabelecer uma linha", disse Capello em uma conferência sobre futebol em Dubai.

"Os clubes buscam talentos ao redor do mundo e roubam os jovens jogadores. A Fifa deve aprovar novas regras. Falei com o (presidente da Uefa, Michel) Platini e, no futuro, os clubes serão proibidos de roubar jogadores muitos jovens."

A Fifa tem um estatuto, a Regra 19, que proíbe a transferência internacional de jogadores de menos de 18 anos, mas ela permite que a transferência ocorra se os pais do jogador se mudem para o país do novo clube por razões não relacionadas ao futebol.

Os principais clubes europeus são acusados de usar seu poder econômico para levar os melhores jogadores jovens do exterior. Com frequência, clubes ingleses e os times espanhóis Real Madrid e Barcelona buscam jovens talentos na América do Sul e na África.

Tudo o que sabemos sobre:
FUTINGLATERRACAPELLO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.