Manu Fernandez/AP
Manu Fernandez/AP

Capitão da Turquia desmente voto dado para eleição da Fifa

Arda Turan contraria divulgação do resultado, nega ter escolhido Mourinho como melhor técnico e garante ter decidido por Simeone

O Estado de S. Paulo

13 de janeiro de 2015 | 10h18

O meia turco Arda Turan, do Atlético de Madrid, afirmou nesta terça-feira que o voto dado por ele para melhor técnico na eleição dos melhores do ano da Fifa foi divulgado com erro. Segundo o jogador, a escolha dele foi em Diego Simeone, com quem trabalha no clube espanhol, e não no português José Mourinho, do Chelsea, como foi publicado pela entidade máxima do futebol.

Pelo Twitter, o capitão da seleção da Turquia explicou em quem votou, com o intuito de resolver um possível mal-entendido com Simeone. "Quando me perguntaram, disse o nome de Simeone para melhor treinador e o de (Cristiano) Ronaldo para melhor jogador", afirmou. "Gostaria que a imprensa saiba e todos também, porque já expliquei outra vez para que ninguém se confunda", escreveu.

Na eleição, votaram técnicos e capitães das seleções nacionais, fora jornalistas. Além de Diego Simeone, disputavam a eleição de melhor técnico o italiano Carlo Ancelotti, do Real Madrid, e o alemão Joachim Löw, ganhador do prêmio e da Copa do Mundo pela seleção do seu país. "Para mim, Simeone é melhor técnico do mundo e estaria feliz se ele ganhasse", disse o turco.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.