Washington Alves/Lightpress
Washington Alves/Lightpress

Capitão e goleiro, Fábio rejeita favoritismo do Cruzeiro em clássico

'O clássico, independente das situações da equipe na tabela de classificação, gera equilíbrio', comentou o jogador

Estadão Conteúdo

20 Setembro 2014 | 17h36

Pela campanha que faz nesta edição do Brasileirão e pela folga que teve para ser campeão no ano passado, o Cruzeiro entra em praticamente todo os jogos como favorito à vitória. Na partida deste domingo, 21, porém, é diferente. Afinal, do outro lado está o arquirrival Atlético Mineiro, que sempre prega suas peças.

"O clássico, independente das situações da equipe na tabela de classificação, gera equilíbrio e os dois times tem condições de sair de campo com a vitória. O nosso pensamento é mais uma decisão e mais um jogo que precisamos fazer o dever de casa", comentou goleiro.

Como o mando de campo é do Cruzeiro, a maior parte da torcida presente ao Mineirão será azul. Mais de 50 mil ingressos já foram vendidos. "Sabemos que teremos o maior numero de torcedores porque jogamos no nosso estádio, e tomara que isso possa refletir em um bom rendimento com todo mundo se entregando para concretizar a nossa vitória", comentou o capitão celeste.

SEGREDO

Apesar de não haver nenhuma dúvida sobre a escalação do Cruzeiro, que tem todos os titulares à disposição, o técnico Marcelo Oliveira fechou a primeira parte do treino deste sábado. Na lista de relacionados, nenhuma novidade. Samudio, Borges, Tinga, Bruno Rodrigo e Julio Baptista, machucados, são os desfalques. Neilton fica fora por opção do treinador.

Mais conteúdo sobre:
futebol Cruzeiro Brasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.