Capitão Hasebe admite sentimento de fracasso no Japão

Capitão japonês na eliminação do país na primeira fase da Copa do Mundo no Brasil, Makoto Hasebe não acredita que sua seleção tenha dado vexame no torneio, mas admite que o saldo final aponta para a conclusão de que o Japão fracassou. O meio-campista se desculpou com a torcida nipônica pelo desempenho no Mundial após duas derrotas e um empate.

AE, Agência Estado

26 de junho de 2014 | 11h13

"No mundo do futebol, o que importa são os resultados. Depois de quatro anos de esforço, não conseguimos alcançar bons resultados no final. Sinto-me responsável como capitão", afirmou Hasebe, em entrevista publicada no site da Fifa nesta quinta-feira. Campeã da Copa da Ásia em 2011, a seleção japonesa se classificou sem dificuldade para seu quinto Mundial seguido e a expectativa era de pelo menos igualar as campanhas de 2002 e 2010, quando avançou às oitavas de final.

"Estou orgulhoso de todo mundo do time, não só dos jogadores, mas também da comissão técnica e, claro, do treinador. Mas, no final, não conseguimos passar da fase de grupos. Por causa disso eu sinto muito, pelos torcedores", afirmou o capitão, que viu o técnico italiano Alberto Zaccheroni pedir demissão após o fim da campanha japonesa no torneio.

O Japão terminou sua participação no Mundial na última colocação do Grupo C, com apenas um ponto ganho e sem vencer nenhuma partida. A equipe estreou na competição perdendo por 2 a 1 para a Costa do Marfim, no dia 14, empatou por 0 a 0 com a Grécia, no dia 19, e foi goleada por 4 a 1 pela Colômbia na última terça-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolJapãoMakoto Hasebe

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.