Capitão sul-coreano mostra confiança contra Argélia

A Coreia do Sul estreou na Copa do Mundo com empate em 1 a 1 contra a Rússia e agora tem pela frente a Argélia no confronto pelo Grupo H. Capitão do time do técnico Hong Myungbo, o meio-campista Koo Jacheol chamou a responsabilidade para o encontro crucial deste domingo contra a Argélia, no Beira-Rio, em Porto Alegre.

AE, Agência Estado

21 de junho de 2014 | 14h47

"Coisas como moral e preparação, isso não está nas mãos da comissão técnica, são minhas responsabilidades", afirmou o jogador. "Se eu conseguir observar e controlar o time, me comunicar e ter certeza de que entraremos unidos, acho que podemos conseguir um bom resultado contra a Argélia", completou, acrescentando que não se sente, de nenhuma forma, pressionado.

Esperando um resultado positivo na segunda rodada da Copa, Jacheol está disposto a liderar a equipe e se doar totalmente em campo para que a seleção faça uma boa campanha. "Vou tentar fazer o meu melhor, estou disposto a fazer sacrifícios por esta equipe. Acho que isso vai aumentar meu orgulho dentro do time. E sentir essa sensação faz você tentar chegar ao seu melhor", afirmou.

O jogador, que atua no Mainz, da Alemanha, é também uma espécie de curinga na seleção sul-coreana. Atualmente, ele compõe o setor de criação da equipe, apesar de sempre ter sido utilizado como volante. Obediente ao esquema tático do técnico com quem trabalha desde as categorias de base, Jacheol prefere não escolher posição. "No momento em que eu me aposentar do futebol e estiver livre de pressão, aí eu digo qual a posição de minha preferência. Me sentia confiante quando era volante, assim como agora, na minha condição atual", explicou.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa 2014futebolCoreia do Sul

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.