Capivariano e Rio Claro empatam e continuam sob risco de queda

Capivariano e Rio Claro entraram na Arena Capivari com os mesmos 12 pontos e deixaram o gramado ainda igualados, agora com 13, após o empate justo, por 1 a 1, neste sábado à noite, em partida válida pela 13.ª rodada do Campeonato Paulista.

Estadão Conteúdo

28 Março 2015 | 20h45

Ainda ameaçados pelo rebaixamento, os times farão mais dois jogos até o término da fase de classificação. Os dois gols da partida deste sábado saíram na parte final. O time da casa abriu o placar, aos 37 minutos, com Franci, mas sofreu o empate nos acréscimos, aos 47, com Macena.

O caçula Capivariano se manteve na vice-liderança do fraco Grupo D, com 13 pontos, só atrás do Santos, com 29, e na frente do Penapolense, com 12, XV de Piracicaba, com 11 e Bragantino, com sete. De outro lado, o Rio Claro ocupa a lanterna do Grupo B e continua preocupado com a classificação geral, na qual ocupa a 12.ª posição, mas muito perto dos times que abrem a zona de degola XV de Piracicaba e São Bernardo com 11 pontos cada.

No começo, o Rio Claro, do técnico Estevam Soares, surpreendeu pelo seu bom posicionamento no meio-campo, dominando as ações e tendo maior posse de bola. Com isso criou chances de finalizar, mas sempre de fora da área. E sempre sem acertar o gol.

O Capivariano chegou pouco à frente, mas quando conseguiu, levou muito perigo. Após o levantamento de Régis, do outro lado apareceu Pedro Henrique para tocar de cabeça e exigir uma grande defesa de Leandro Alcacis, que espalmou para escanteio - ele foi escalado no lugar do titular Richard, machucado.

No segundo tempo, porém, o time da casa adiantou a marcação e não deu chances nem para os contra-ataques do visitante. E teve uma chance incrível aos quatro minutos, quando Régis entrou na área em diagonal e tocou com a perna esquerda na bola. Ela resvalou na trave e voltou para o próprio Régis que tentou por cobertura, mas a bola tocou na parte de cima da rede.

Aos poucos, o Capivariano foi perdendo o fôlego e o Rio Claro ainda teve uma boa chance com Paulinho, na base da velocidade, aos 28 minutos, mas que foi defendida pelo goleiro Douglas.

Mas quando o empate sem gols parecia ser o resultado final, o zagueiro Lucas Madalosso deu uma mãozinha para o time da casa. Dentro da área ele tentou dar um drible em Vinícius, que roubou a bola e cruzou rasteiro. Do outro lado apareceu Franci, que esticou o pé e de carrinho mandou a bola para as redes. O final, porém, foi emocionante, porque o Rio Claro empatou aos 47 minutos. A defesa da equipe da casa falhou, Paulinho ajeitou de cabeça e Macena desviou do goleiro Douglas.

O Capivariano vai enfrentar o São Bento, em Sorocaba, na próxima sexta-feira, às 19h30, pela penúltima rodada do Paulistão. Já o Rio Claro vai receber o Bragantino, domingo, às 18h30, no domingo, dia 5 de abril.

FICHA TÉCNICA

CAPIVARIANO 1 X 1 RIO CLARO

CAPIVARIANO - Douglas; Régis, Marllon, Fernando Lombardi e Pedro Henrique; Willian Favoni (Hélio), Samuel (George), Wigor, e Kleiton Domingues; Vinícius e Rodolfo (Francis). Técnico: Ivan Baitello.

RIO CLARO - Leandro Alcacis; Vinícius Bovi, Pitty, Gilberto (Lucas Madalosso e Macena) e Renan Diniz; Alê, Renan Luis, Matheus Galdezani e Jeferson Paulista (Guaru); Paulinho e Bruno Catanhede. Técnico: Estevam Soares.

GOLS - Franci, aos 37 e Macena, aos 47 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Antônio Rogério Batista do Prado.

CARTÕES AMARELOS - Samuel e Kleiton Domingues (Capivariano). Renan Diniz (Rio Claro).

RENDA - R$ 35.280,00.

PÚBLICO - 4.704 presentes.

LOCAL - Arena Capivari, em Capivari (SP).

Mais conteúdo sobre:
futebol Paulistão Capivariano Rio Claro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.