Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Capixaba marca contra e Corinthians empata com o Red Bull

Time alvinegro completa três partidas consecutivas sem vitória no Campeonato Paulista

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

19 de fevereiro de 2018 | 21h50

O técnico Fábio Carille mudou o esquema tático e alguns jogadores para tentar fazer o Corinthians voltar a apresentar um bom futebol, mas ficou devendo. Sem encantar, o time alvinegro ficou no empate por 1 a 1 com o Red Bull, em Campinas, em jogo que ficou marcado por dois gols contra, em confronto válido pelo Campeonato Paulista. A equipe corintiana completa três partidas consecutivas sem vitórias - duas derrotas e um empate.

+ Corinthians oficializa contratação de Marllon e acordo de 4 anos com zagueiro

+ TEMPO REAL: Confira como foi o jogo em Campinas

De volta a formação tática com dois volantes, que foi campeã paulista e brasileiro em 2017, o Corinthians iniciou o jogo tendo maior  organização tática e sabendo  segurar mais a bola no pé, muito graças ao fato do time continuar errando passes, mas em menor quantidade em comparação aos últimos jogos. A qualidade, porém, foi caindo com o passar do tempo.

Cássio praticamente não precisou fazer nenhuma grande defesa em todo o jogo e  o gol do Red Bull saiu de um lance infeliz por parte de Juninho Capixaba.  O problema é que o time apresentou melhora na marcação, mas continuou com dificuldades na finalização. 

Sem centroavante, já que Júnior Dutra abria muito pelos lados, o jeito foi apostar em jogadas pelas pontas, principalmente com Romero e Clayson, e foi em uma dessas tentativas que o time conseguiu abrir o placar.

Cansado da má atuação de Camacho, que pouco produziu na defesa e no ataque, Carille decidiu tirá-lo e colocar Maycon. A mudança surtiu efeito nos primeiros minutos, quando o  Corinthians voltou com tudo e passou a arriscar mais chutes de fora da área. Em um deles, Clayson fez boa jogada pela esquerda, cortou para o meio e chutou em direção a área. Romero tentou desviar, mas foi Tiago Alves quem marcou contra. 

O gol deu um relaxamento ao time de Carille e tal postura custou caro. O empate ocorreu graças a justamente de quem era um dos piores em campo. Após cruzamento para a área, Juninho Capixaba tentou cortar e, de cabeça, mandou para o próprio gol. Em seguida, o lateral saiu machucado.  O gol transformou os minutos finais em uma  correria de dois times ansiosos e que pareciam tentar ganhar na força. Sem sucesso. 

FICHA TÉCNICA

Red Bull: Júlio Cesar; Éverton Silva, Tiago Alves, Anderson Marques e Breno Lopes; André Castro, Eder Luis (Doriva) e Eder; Deivid (Matheus Oliveira), Claudinho (Thomaz) e Ricardo Bueno

Técnico: Ricardo Catalã

Corinthians: Cássio; Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Juninho Capixaba (Gabriel); Renê Júnior, Camacho (Maycon), Rodriguinho, Clayson (Emerson) e Romero; Júnior Dutra

Técnico: Fábio Carille

GOLS: Tiago Alves (contra) aos 6 do 1º Tempo; Juninho Capixaba (contra) aos 23 do 2º Tempo

CARTÕES AMARELOS: Camacho, Renê Júnior, Éverton Silva, Anderson Marques, André Castro,  Emerson e Henrique

PÚBLICO: 7.027 pagantes

RENDA: R$ 297.219,00

ÁRBITRO: Vinicius Furlan

LOCAL: Moisés Lucarelli, em Campinas

Tudo o que sabemos sobre:
Corinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.