JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

Carille admite intertemporada ruim no Corinthians: 'Não foi como eu gostaria'

Nesse período, o Corinthians perdeu do Botafogo-SP (2 a 1), em Ribeirão Preto, venceu o Vila Nova (2 a 1) em Goiânia, e sofreu nova derrota para o Londrina (2 a 1), em Maringá

Redação, Estadão Conteúdo

14 de julho de 2019 | 19h54

O técnico Fábio Carille afirmou após a vitória do Corinthians por 1 a 0 sobre o CSA, neste domingo, na arena do clube em Itaquera, que não conseguiu aproveitar a intertemporada como havia planejado. Com a disputa da Copa América no País, o Campeonato Brasileiro ficou interrompido por cerca de um mês.

Para o treinador, as lesões sofridas por alguns jogadores, entre eles os atacantes Gustavo e Everaldo (contrato do Fluminense), além da ausência do lateral Fagner (convocado por Tite para a seleção brasileira, assim como o goleiro Cássio) e os resultados ruins nos amistosos, prejudicaram o trabalho.

Nesse período, o Corinthians perdeu do Botafogo-SP (2 a 1), em Ribeirão Preto, venceu o Vila Nova (2 a 1) em Goiânia, e sofreu nova derrota para o Londrina (2 a 1), em Maringá.

"Voltamos a trabalhar dia 24 e jogamos hoje. São três semanas. Falei muito da parada, mas infelizmente não foi como queria. Tive de trazer meninos do sub-17. Se soubesse dos problemas não teria feito os jogos. Ia ficar só dentro do CT treinando ou só com jogo-treino. Mas não dava para desmarcar mais. Nessa última semana busquei o time. Em relação aos resultados de amistosos, a ideia foi dar jogo, olhar coisas. Aproveitei para ver Pedrinho por dentro. Não gostei. Mas talvez com outro conjunto pode ser que Pedrinho dê resposta melhor. Então usei para isso, fazer observações".

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansFábio Carille

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.