J.F. Diorio/ Estadão
J.F. Diorio/ Estadão

Carille admite que Corinthians fez pior jogo do ano: 'Fomos muito apáticos'

Time alvinegro perdeu por 2 a 0 em casa para o Red Bull pela quarta rodada do Campeonato Paulista

João Prata, O Estado de S.Paulo

30 de janeiro de 2019 | 22h04

O técnico Fábio Carille admitiu na entrevista coletiva que o Corinthians fez contra o Red Bull nesta quarta-feira o pior jogo na temporada. O treinador, no entanto, não acredita que isso não será problema para o clássico de sábado contra o Palmeiras pela quinta rodada do Campeonato Paulista.

"Foi nosso pior jogo desde o amistoso com o Santos. Se espera uma evolução a cada jogo. Tudo o que a gente programou aconteceu, mas faltou concentração e atitude melhor do nosso time", disse. "Vejo o clássico motivante em qualquer situação. Independentemente do resultado, a vontade vai ser sempre grande", complementou.

Carille criticou especialmente o comportamento ofensivo da equipe. "Foi muito abaixo, apático, aceitando muito o jogo adversário. Foram erros simples, principalmente de passe, não colocando o companheiro em situação boa, dando passe apertado. Fomos muito desconcentrados e o Red Bull conseguiu controlar o tempo todo o jogo", disse. 

O Corinthians entrou em campo com formação inédita e contou com as estreias como titulares do zagueiro Manoel e do centroavante Mauro Boselli. "O Manoel foi tranquilo, bem posicionado. Fez o que esperava. Aos poucos vai entender a linha de quatro marcadores. O Mauro se movimentou, mas a apatia e a desconcentração da equipe atrapalharam ele. A gente precisa estar melhor concentrado e não aceitar como fizemos", comentou.

A equipe faz um péssimo início da Campeonato Paulista com duas derrotas, um empate e uma vitória. A tentativa de reação virá no clássico com o Palmeiras, que é quando Carille deverá mandar a campo o que considera melhor e parar o revezamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.