Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

Carille confirma Corinthians para a estreia do Paulistão

Ramiro, poupado na quinta-feira, teve a presença garantida pelo treinador para o duelo com São Caetano

João Prata, O Estado de S.Paulo

18 de janeiro de 2019 | 15h52

O técnico Fábio Carille confirmou nesta sexta-feira o Corinthians que estreará no Campeonato Paulista contra o São Caetano, domingo, em Itaquera. O volante Ramiro, poupado da atividade no dia anterior, não será problema.

"O Ramiro ficou fora só por precaução. O DM passou que ele tem condição de jogo. É o time que treinou ontem com Ramiro no lugar do Thiaguinho. Em relação ao amistoso (contra o Santos, no último domingo), a novidade é a entrada do Marllon no lugar do Pedro Henrique", disse. O time deve entrar em campo com: Cássio; Fagner, Marllon, Henrique e Danilo Avelar; Richard, Ramiro e Jadson; André Luis, Gustagol e Sornoza.

O treinador também explicou as ausências na lista de 19 inscritos para o Estadual, divulgada na quinta-feira. "Começando pelo Roger, um jogador de 34 anos. Tivemos conversa com ele. Dentro do coletivo normal teria de jogar com Boselli e Gustavo e ele ficaria de fora, não é legal, seria um desrespeito. Não foi inscrito, mas segue trabalhando. Pode aparecer possibilidade de Copa do Brasil e Brasileiro".

Outro que ficou de fora é o volante Douglas, que por causa da ida de Carlos Augusto para seleção brasileira sub-20, vem atuando na lateral esquerda do time reserva. Carille revelou que o jogador pode deixar o Corinthians. "Surgiu de última hora uma chance de negociação, esperamos para ver como vai se encaminhar", comentou

O Corinthians ainda pode inscrever mais sete jogadores no Paulistão. Boselli e Manoel, que chegaram depois, serão regularizados e entrarão para a lista. Desses cinco nomes que faltam, a expectativa é que a diretoria consiga colocar ao menos mais dois reforços: o lateral-esquerdo Guilherme Arena e o atacante Vagner Love. Carille não deu pistas sobre as negociações.

"A diretoria tem trabalhado com a possibilidade de trazer esses jogadores. Com Arana nesses últimos dias não falei. Mantenho contatos com os jogadores com quem trabalhei. O Renato Augusto, o Gil, o Felipe, o próprio Arana que, apesar da pouca idade é um jogador de personalidade. Mas nesses últimos dias evitei falar com o Arana. Ele sabe quanto pode acrescentar. Nesse momento, nessa situação, evito falar", comentou.

Em relação ao Love, Carille disse não saber como está a negociação, mas disse que ele poderá ser aproveitado na equipe. "Na minha opinião ele faz quatro funções. Tem 34 anos, biotipo legal que poderá jogar até uns 39. Ele pode jogar de 9, atrás do 9 e dos lados do campo, como jogava Jorge Henrique e Emerson. Vejo ele nessas funções", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.